Luka Pumes

Negócio que opera, atualmente, em Ijuí deve expandir para Passo Fundo

Empreendedora vende e aluga barracas para celebrações no interior do Estado

Luka Pumes

Negócio que opera, atualmente, em Ijuí deve expandir para Passo Fundo

Uma brincadeira despretensiosa que virou negócio. A Belle Barracas e a Zoe Vivá são inciativas da empreendedora paranaense radicada no Rio Grande Sul Juliana Marino. Enquanto a primeira funciona como um serviço de aluguel de cabanas para festas - na maioria das vezes infantis -, a segunda é um e-commerce para adquiri-las.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Uma brincadeira despretensiosa que virou negócio. A Belle Barracas e a Zoe Vivá são inciativas da empreendedora paranaense radicada no Rio Grande Sul Juliana Marino. Enquanto a primeira funciona como um serviço de aluguel de cabanas para festas - na maioria das vezes infantis -, a segunda é um e-commerce para adquiri-las.
"Morávamos em Rio Verde, no estado de Goiás, e íamos nos mudar para Ijuí. Queria deixar uma lembrança afetiva para a minha filha junto às amigas. Fiz uma festinha do pijama tão bem decorada que as mães das outras meninas me convenceram que eu deveria fazer isso de forma mais séria, como renda", conta Juliana, sobre o encorajamento inicial para investir no negócio.
A Belle foi o primeiro negócio de Juliana e funciona da seguinte forma: o aluguel custa R$ 150,00 por cabana, sendo que cada uma comporta duas crianças. O valor pode diminuir acima de cinco cabanas alugadas e o serviço inclui colchonetes com capa, travesseiros com fronha, mantas, luzes de led, lampiões a pilha, bandeirinhas e mesas de café da manhã. Há variações para adultos. "Quando alguém aluga o serviço da Belle, sabe que vou chegar, montar e recolher no dia seguinte. Tudo com muito amor e dedicação", garante a empreendedora.
A Zoe, de barracas para compras, veio depois, com preços entre R$ 120,00 e R$ 390,00. "Fico muito feliz com o que isso rende hoje. Vendo, pelo menos, uma barraca por dia. Em média, o faturamento fica na casa dos R$ 5 mil na Zoe. Na Belle, mais ou menos, uns R$ 3 mil."
A expansão das marcas, agora, passa por fatores além da vida profissional de Juliana. "Agora, estamos indo para Passo Fundo e eu planejo deixar alguém aqui. O mercado me parece bom por lá, a cidade é maior e eu estou bem empolgada.", afirma.
Luka Pumes

Luka Pumes - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário