Jussara Araújo e Marise Leite contrataram Arthur Martins para dar um up no negócio, no Bourbon Country As sócias Jussara e Marise contrataram Arthur para assumir a parte administrativa do negócio Foto: ISADORA JACOBY/ESPECIAL/JC

Joe & Leo's aposta em gestão externa para se reinventar

O restaurante celebrou 19 anos de atuação em Porto Alegre

Reavaliar os processos de gestão é fundamental para superar momentos de crise em um negócio. O Joe & Leo's, restaurante de comida típica norte-americana no Shopping Bourbon Country, em Porto Alegre, contratou, há seis meses, um gestor profissional para assumir a parte administrativa do empreendimento. Arthur Martins, 36, atuava no mercado financeiro e chegou ao restaurante com a missão de renovar a operação. Há 19 anos em funcionamento, o espaço foi administrado neste período pelas sócias Marise Leite e Jussara Araújo. A decisão de passar o bastão para uma pessoa externa veio da dificuldade de lidar com a concorrência, que era muito menor no início do negócio. "Estava mais que na hora de fazermos essa mudança. Colocar gente jovem na linha de frente. O Joe & Leo's é uma casa cheia de detalhes. Aqui na vizinhança antes não tinha concorrência, agora está a mil", expõe Jussara. 
Embora tenham percebido a necessidade de trazer um novo olhar para dentro da empresa, as sócias afirmam que é difícil não estar à frente do negócio. "Você sente um pouco, mas quando vê que a coisa está fluindo ameniza a dor. Em Porto Alegre, uma casa ficar tantos anos com as portas abertas não é fácil. Passamos por várias crises, essa foi a pior", pondera Jussara. A mudança de cenário do entorno do restaurante motivou a decisão.
A expansão do Shopping Iguatemi, vizinho do Bourbon Country, provocou, segundo Marise, uma redução de público. "Não pensamos em fechar, mas em renovar. Só no Iguatemi abriram oito operações novas no ano passado. Perdemos muito com a saída do Sakura, restaurante que ficava ao lado e foi para o Iguatemi. Por isso a figura do Arthur é muito importante.", pontua. 
Mudar um negócio com tantos anos de atuação, no entanto, requer cautela para não transpor a linha tênue entre a renovação e a manutenção daquilo que já agrada a clientela. "A concorrência, principalmente em Porto Alegre, é muito voraz. Toda semana abre um restaurante novo, os restaurantes que já estão há mais tempo criam coisas para se tornarem atrativos, e a gente tinha que acompanhar essa velocidade", afirma Arthur. Por isso, os clássicos da casa foram mantidos ao lado das novidades do cardápio. "Muita gente vem aqui por um prato específico. Então têm certas coisas que não podemos mexer no cardápio", analisa Marise. 
A casa, que funciona das 12h às 15h e das 18h à meia-noite, oferece buffet no horário de almoço. Arthur acredita que a principal mudança na gestão é fazer com que toda a equipe de 25 funcionários se sinta parte do negócio. "Já sonhei em ter o meu próprio negócio, então foi como ganhar um restaurante de presente da Jussara e da Marise. Estou administrando como se fosse meu e é um pensamento que toda a equipe tem que ter."
Apesar da redução no movimento do shopping em que está alocado, o gestor afirma que isso não pode ser uma barreira no crescimento do restaurante. "Não podemos usar isso como bengala. Se o shopping não atrai público para cá, se os nossos parceiros não têm atratividade, nós temos que ter. Temos que ser inteligentes para detectar as necessidades do mercado e atuar em cima delas."
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio