Minha Biblioteca Católica foca em material de alta qualidade Minha Biblioteca Católica foca em material de alta qualidade Foto: EQUIPE MINHA BIBLIOTECA CATÓLICA/DIVULGAÇÃO/JC

Clube de assinatura de livros católicos é criado no Rio Grande do Sul

A empresa conquistou 15 mil assinantes em menos de dois anos

Mensalmente, os cerca de 15 mil assinantes do clube Minha Biblioteca Católica recebem em casa um box com um livro e outros itens ligados à religião, como imagens de devoção e marca-páginas, por exemplo. O negócio gaúcho foi criado por três amigos católicos em dezembro de 2017 e o primeiro envio foi realizado em janeiro de 2018. A modalidade tem o custo de R$ 59,90.
De acordo com um dos sócios, Matheus Bazzo, uma das características do clube é a alta qualidade dos títulos. "Procuramos o melhor tratamento editorial tanto na área gráfica quanto na de tradução", descreve. "Temos um time dentro da empresa que escolhe as obras, baseadas em livros consolidados da tradição. São livros que todos os católicos gostam e outros que consideramos tesouros escondidos, que são muito bonitos e importantes na história", explica.
Equipe Minha Biblioteca Católica/DIVULGAÇÃO/JC
O empreendimento conta com 25 colaboradores. A equipe criativa trabalha em Porto Alegre e a parte de expedição e atendimento ao cliente é localizada em Dois Irmãos. Conforme Matheus, a ideia surgiu da oportunidade no meio. "Tínhamos o interesse em comum em empreender na área. Notamos que isso faz falta no meio católico. No Brasil é mais raro, mas em outros países é popular", expõe.
"A Minha Biblioteca Católica é o clube que gostaríamos de assinar", sublinha, acrescentando que são enviadas biografias também. De acordo com ele, a faixa etária dos associados do clube de assinatura de livros surpreende. "É um público bem jovem. A maioria tem entre 20 e 40 anos. Nas bordas sempre tem gente mais nova, e também mais idosa. O mais velho tem 92 anos", revela. "Às vezes, as pessoas relacionam o catolicismo aos mais velhos, mas uma identidade comum nos fiéis nos últimos anos é tentar voltar a descobrir as belezas do mundo cristão", diz Matheus.
A iniciativa ganhou elogios de religiosos, dentre eles o Padre Paulo Ricardo, que contabiliza quase um milhão e meio de seguidores no Facebook. Devido ao sucesso, Matheus tem expandido a atuação empreendedora na religião. Em agosto, juntamente com outro grupo de investidores, fundou a Lumine, plataforma de streaming com catálogo de produtos audiovisuais para religiosos.
EQUIPE MINHA BIBLIOTECA CATÓLICA/DIVULGAÇÃO/JC
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio