Shana Poletto, dona da Usina do Pastel, lançou a iguaria especialmente para o Mês Farroupilha Shana administra a Usina do Pastel, na Cristóvão Colombo Foto: MARCELO G. RIBEIRO/JC

Pastel de sagu é criado em Porto Alegre para o mês farroupilha

Novidade compõe um trio gaudério, acompanhado dos sabores entrevero e costelão

A Usina do Pastel inovou ao lançar um pastel no sabor de uma das sobremesas típicas do Rio Grande do Sul: o sagu. Com a receita do doce passada de geração em geração na família da empreendedora Shana Poletto, a novidade ficará disponível no cardápio do estabelecimento em setembro, o mês farroupilha.
O pastel surgiu, em 2018, quando Shana foi desafiada a criar algo original para participar do Festival Gastronômico Mistura Típica, promovido pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Ela desenvolveu diversas fórmulas, mas garante que o de sagu com creme foi o preferido na pesquisa de satisfação. Por isso, incluiu a iguaria entre as 40 opções da casa neste ano.
MARCELO G. RIBEIRO/JC
“É difícil fazer a montagem dele, pelo sagu ser mole”, diz Shana, justificando o fato de o sabor ter tempo limitado de oferta. A opção integra um combo de minipastéis complementado pelos especiais de entrevero e costelão (o trio gaudério custa R$ 18,00).
Shana diz que essa visão estratégica de negócio, como o lançamento de produtos surpreendentes, se deve aos cursos que fez no Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A Usina funciona há 12 anos, e por muito tempo Shana trabalhou na cozinha. “Eu ficava na produção. O Sebrae 'me tirou' para olhar o crescimento”, afirma, agora com enfoque na gestão.
Ao longo de mais de uma década no mercado de pastéis, que teve seu boom entre 2014 e 2015, a administradora aprendeu lições. Um de seus diferenciais é não “vender vento”, como chama. Ou seja, capricha no recheio. “Temos uma técnica para tirar o ar na linha de montagem”, conta.
MARCELO G. RIBEIRO/JC
Desde o lançamento do combinado com sagu, entrevero e costelão, no início do mês, já foram vendidos cerca de 50 combos. Diariamente, a operação comercializa entre 400 e 500 pastéis, abrindo no almoço e no jantar.
E, para quem pensa que criança não pode degustar o pedido, Shana garante que o álcool do vinho – presente no sagu - evapora no processo de cozimento. Quem busca opções mais saudáveis do lanche também pode se aventurar na experiência, já que a Usina oferece pastel assado e com farinha de centeio.
Resumindo: não tem desculpa para não seguir as tradições.
>> Onde fica a Usina do Pastel? Cristóvão Colombo, nº 2.614
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio