Gerson Araújo, Clair Silveira e Rodrigo Miranda integram negócio A Essencial Care tem unidades em seis estados do país e planeja expandir para São Paulo Foto: Milene Gensas/Divulgação/JC

Enfermeira cria rede de franquias de atendimento domiciliar

Presente em seis estados, a Essencial Care planeja expandir em modelo de franquia mais compacto

O Rio Grande do Sul, em 2036, deve ter mais idosos que crianças, segundo estimativas do IBGE. No cenário nacional, a tendência é similar. Em 2060, 25% da população brasileira deve ter mais de 65 anos. O envelhecimento da população é um dos aspectos que impulsiona o crescimento de franquias de saúde. Para a Associação Brasileira de Franchising, o setor, junto com franquias administrativas e as de serviço, é uma das tendências para o ano. 
Foi acreditando nesse cenário otimista que a enfermeira Clair Silveira criou, em 2016, o modelo de franquia do seu negócio. A primeira unidade da Essencial Care, empresa de atendimento domiciliar com serviços de enfermagem, nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia e assistência médica, foi inaugurada em 2007 em Porto Alegre, a partir de uma percepção de mercado da profissional da saúde. "Sempre tive uma veia empreendedora, pensava em que poderia usar minha formação de enfermeira para abrir um negócio. Quando conheci o home care, em 2002, vi que era o caminho", conta. 
O desejo de elaborar um sistema de franquias veio no momento em que uma empresa do interior do Estado procurou Clair para elucidar dúvidas sobre o atendimento em domicílio. "Uma empresa de Passo Fundo me procurou para uma consultoria, porque eles queriam passar a atender home care também. Percebi que o trabalho que eu estava fazendo era de um franqueador. Vi que não tinha nenhuma empresa franqueadora na área de atendimento domiciliar e isso me despertou." 
O modelo prime de franquia da Essencial Care tem custo de R$ 150 mil e atende assistência e internação domiciliar. O segundo modelo foi lançado neste ano para atingir franqueados que desejam investir menos no negócio. "Via muita gente com interesse no negócio, mas que não tinha capital para investir. Criamos o modelo mais compacto, o standard, que só requer uma enfermeira responsável técnica, e que é voltado para atendimentos particulares de enfermagem, com valor a partir de R$ 36 mil", explica. O valor dos atendimentos varia de acordo com a região, mas a empresa afirma que o custo do atendimento à domicílio é de 30% a 50% menor que em hospitais. A rede, que possui convênio com planos de saúde, também oferece atendimentos particulares que custam a partir de R$ 5 mil.
Nos dois modelos, é necessário um responsável técnico da área da saúde para o funcionamento da unidade. Clair destaca que, para o negócio, é um grande diferencial se o franqueado tiver familiaridade com essa área. "Damos preferência para pessoas da área da saúde. Se não tem uma enfermeira na composição da empresa como sócia, ela tem que ser bem selecionada para ser o braço direito do franqueado", acredita. 
Presente em seis estados, Clair revela que um dos planos é abrir uma unidade em São Paulo neste ano. Com uma perspectiva promissora, a enfermeira acredita que o mercado só tende a crescer. "O envelhecimento da população é um dado que nos mostra que vai crescer mais esse setor. As operadoras de saúde estão acreditando no home care como um possibilidade de desospitalizar os pacientes e reduzir os custos."
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio