Coluna Mauren Motta 2206 Foto: MaurenMotta/Divulgação/JC

O Facebook vai acabar?

Desde que eu fundei o Conexões RS, sempre tem alguém que me comenta: "Você não acha que o Facebook vai acabar? Por que eu mesmo nem entro mais." A minha resposta é sempre a mesma: NÃO, o Facebook não vai acabar. Geralmente tento explicar que já faz tempo que o Facebook não é mais o mesmo tipo de negócio de quando começou, e que a rede hoje está focada em temas que envolvem unificação com outras ferramentas digitais, grupos e estratégias ambiciosíssimas. Sendo assim, obviamente, fechar as portas não está nos planos da empresa.
MaurenMotta/Divulgação/JC
A verdade é que é quase impossível acompanhar a velocidade das transformações do Facebook. Até eu, que fico muito conectada, me atrapalho. O troço é grande, cada hora tem uma novidade e agora ambiciona até comandar a economia mundial. Vocês ficaram sabendo sobre a Libra, né? A mais nova moeda do Facebook foi lançada faz pouco, e promete causar nos quatro cantos do planeta. A Rede Social mais popular do mundo tem planos ousados envolvendo os criptoativos. Para tanto, uma estratégia inacreditável foi traçada, envolvendo outros grandes players do mercado. Sacou? Não, o Facebook não vai acabar.
Claro que o Zuk não faria diferente. Sozinho, depois dos últimos acontecimentos envolvendo o Facebook, seria um tiro no pé. Então a ideia de juntar grandes nomes do mercado para criar uma moeda digital forte, fazendo alianças, e aliando inclusive rivais, para garantir um negócio próspero e lucrativo, foi genial. A Libra  foi apresentada com parceiros como Mastercard, Visa, PayPal, e já chegou com clientes como Uber e Lyft, e com intermediários como MercadoPago, Spotify AB, Farfetch, e players de infraestrutura como Vodafone. WOW! Tá bom para vocês? Então... Não, o Facebook não vai acabar.
E tem mais: ao o que tudo indica, a Libra veio para revolucionar. Organizada com visão de founders group, numa entidade chamada Libra Association, desde o lançamento com um vídeo monumental, onde é mostrada a ideia de ser uma moeda inclusiva global, estável, que irá em empoderar bilhões de pessoas - colocando-as ativamente na economia global, de uma maneira simples e descomplicada. É... não, o Facebook não vai acabar.
As transações são feitas com a mesma facilidade que se manda uma foto ou um texto pelo Whatsapp ou Messenger, só que neste caso é com grana e é executada por uma empresa chamada Facebook/Calibra, só aí a moeda digital do Zuk já sai na frente descomplicando a vida. Enfim, é realmente uma operação sem precedentes e dos sonhos. Sem falar que jogadores tradicionais do mundo cripto, como Coinbase e Xapo, também entraram na parada se associando ao Facebook. Tá dando para entender? Não, o Facebook, não vai acabar.
E tem mais, o terceiro setor também está na jogada. O Kiva - maior plataforma de crowdfunding do mundo para causas sociais - é apoiado pela Libra Association, que vai ajudar a arrecadar fundos para os necessitados em diferentes partes do globo. A ideia é agir como GRUPO distanciando o projeto de ações individuais. Por isso mesmo, afirmo: não, o Facebook não vai acabar.
Aí, existem milhares de pormenores tecnológicos - ou no caso, 'pormaiores' - que não cabem no tamanho desta modesta coluna. Só sei dizer que os melhores caras de tecnologia da TERRA estão envolvidos no desenvolvimento deste projeto. Que além de tudo o que já falei, ainda terá um aporte de US$200 M, emitido pela A Libra Foundation, como um security token. Dá pra acreditar? Eu fico arrepiada só de pensar. Desde o dólar, ninguém teve essa ambição GIGA de se tornar uma moeda mundial!
Os caras pensaram em tudo e são F%#@! Definitivamente, o Facebook NÃO vai acabar.
Agora é esperar para ver. O Show está só começando. #gofacebook
Me segue também lá no Instagram: @maurenmotta
MaurenMotta/Divulgação/JC
Fontes:
Calibra wallet: https://calibra.com/
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio