Paula Peretto se inspirou na marca durante uma viagem Paula Peretto, empreendedora da Monkey Jack Foto: MONKEY JACK/DIVULGAÇÃO/JC

Herdeira da rede Maquiné abrirá loja da Monkey Jack no Iguatemi

Local é especializado em cinnamon rolls - aquelas rosquinhas com canela

Gaúcha nascida em Osório, Paula Peretto poderia ser mais uma digital influencer. Entretanto, a morena de cabelos longos e olhos verdes gigantes, de 27 anos, e herdeira da família que criou e administra a rede Doces Maquiné - famosa no Litoral Norte do Rio Grande do Sul - quer muito mais. No próximo dia 25 de maio ela abre a primeira loja Monkey Jack, no Shopping Iguatemi, das 50 planejadas. O negócio é especializado em cinnamon rolls - uma espécie de pão doce de canela.  
Formada em administração de empresas pela PUCRS e frequentadora das aulas do curso de Liderança 360 da FGV SP, ministrado por ninguém menos que Abilio Diniz, ela focou no empreendedorismo. Paula conta que praticamente foi criada entre pães, cucas e bolos, junto com a mãe, que era administradora de uma das lojas da família.
Aos 16 anos já trabalhava por lá também, o que certamente lhe deu cancha e subsídios para ser o que é hoje, e resolver alçar voos muito mais altos. "Sempre quis ter meu próprio negócio. Quando comecei a administrar sozinha uma das lojas comecei a inovar, inventar, contratar. Mesmo assim, o Maquiné é um negócio sólido, da família e que dá certo. Para fazer diferente, do meu jeito, teria que abrir um negócio só meu."
MATEUS BRUXEL/ARQUIVO/JC
Foi aí que em uma viagem a Londres, entre pesquisas e passeios com o irmão, esta guria ambiciosa foi apresentada para a rede americana Cinnabon. Voltou para o Brasil com o objetivo traçado: iria desenvolver aqui uma massa para os famigerados rolinhos de canela, que fosse tão boa quanto as que provou na Europa, entretanto que tivesse um método de produção mais ágil e eficaz. Além disso, ela queria ter um negócio novidadeiro, que atraísse um público mais jovem, e que pelo tipo de produto pudesse beber na fonte padrão Disney para qualidade de produtos, marketing e serviços.
Assim nascia a Monkey Jack, negócio próprio que desenvolveu do zero, com um investimento inicial de R$ 80 mil, emprestados pela mãe - com garantias de retorno em um ano. Em forma de quiosque, e localizado dentro da própria loja dos Doces Maquiné, em plena Estrada do Mar, o projeto saiu do papel. O sucesso foi tanto que vendeu 500 rolls no primeiro dia. Ali ela teve a certeza que o negócio iria decolar. A Monkey Jack, que tem um macaquinho como marca registrada, vende rolls quentinhos, assados na hora e cobertos com cream cheese que são inacreditáveis. De babar mesmo!
O sistema de ultracongelamento desenvolvido por Paula e sua engenheira de alimentos é inovador e replicável - o que diminui custos de produção e agiliza a comercialização. Com o MVP montado, agora Paula pensa em desenvolver ferramentas de administração na prática para a franquia decolar.
A fala atropelada é diretamente proporcional a empolgação dela com o negócio. Ao que indica, os namoros e as baladas comuns na idade vão ter que esperar. Por hora, ela não pode e nem tem vontade de fazer mais nada a não ser trabalhar. Mas e sonhar, dá tempo Paulinha? "Claro que sim!"
Paula se anima ao contar que almeja um dia entrar para o seleto grupo de jovens milionários antes dos 30 anos da Revista Forbes. Alguém duvida que ela possa estar lá um dia? Eu não! Go Paula, go. 
Monkey Jack/Divulgação/JC
Compartilhe
Comentários ( 9 )
  1. Antônio Ranieri Rodrigues

    Sou suspeito de falar, sou amigo da família a décadas, e uma das vezes passando pelos Doces Maquiné, minha amiga Deveneza Peretto me presenteou com o Cinnamon Rolls, devo admitir que é um ótimo produto, minha esposa e os meus trigêmeos adoraram. Paula assim como desejei sucesso a tua mãe a muitos atrás, eu te desejo também. Assim que passar por Osório vou apreciar os teus produtos.

  2. Vinicius Sandri

    Com certeza é o melhor produto que experimentei nos últimos anos. Saboroso e com alta qualidade. Simplesmente espetacular!!! Parabéns Paula!!!

  3. Rodrigo Luiz

    Top, certamente será um sucesso, é muito bom, assadinho e crocante, certamente eu sou um possível e forte candidato a investir em uma franquia, quem sabe né?? Sucesso Paula e boa sorte, o bom gosto e dedicação ja vem de família!

  4. Bruno Valente

    Que beleza, forte identidade visual e aparência de ser delicioso. Sucesso no projeto.

  5. Paulo André Baluk

    A doces Maquiné começou em um tacho , a fabricação de rapadurinhas pé-de-moleque e vendia no porta- pacote da bicicleta nos jogos de futebol, na minha rua e depois quase na frente da minha casa onde me criei nos anos 60, realmente a herança do Raulino Peretto tem boa base pois sempre empreendedor, Religioso, Trabalhador , merece ter herdeiros(as) deste nível, um grande abraço a todos!

  6. SOA

    A inveja é uma merda Roger Dutra

  7. Márcia Kichler Pacheco

    Olá! Boa tarde!! Quero muito provar. Tenho uma amiga que faz os cinnamon Rolls...são deliciosos. Que pena somente Shopping Iguatemi. Moro em Canela. Sucesso. Abraço. Márcia

  8. Paulo

    Já experimentei o produto. Aprovado. Toda vez que passo pelo Maquiné da BR-101 aproveito para comprar. Sucesso na empreitada.

  9. Roger Dutra

    Me lembra a moda gourmet que chegou uns anos atrás tipo as paletas mexicanas que rapidamente caíram no esquecimento e muita gente perdeu dinheiro.

Publicidade
Mostre seu Negócio