Carmen Leal Cordeiro e cLuísa Pegoraro Bertoldi, sócias do Quem Quer Vir Carmen Leal Cordeiro e Luísa Pegoraro Bertoldi, sócias da VIR Foto: MARIANA CARLESSO/JC

Empreendedoras criam passaporte para rolês compartilhados em Porto Alegre

A ideia é oferecer experiências por R$ 1,00 para o acompanhante

Com o objetivo de fazer as pessoas redescobrirem, viverem e valorizarem Porto Alegre em grupo, as sócias Luisa Pergoraro Bertoldi, 21 anos, estudante de publicidade, e Carmen Leal Cordeiro, 25, relações internacionais, criaram o Very Important Rolê (VIR). São três estilos de passaportes com dicas e descontos para passeios na Capital com cerca de 24 páginas recheadas de indicações de entretenimento. Os folhetos somam 72 estabelecimentos parceiros espalhados pelos bairros Bom Fim, Cidade Baixa, Moinhos de Vento, Bela Vista, Vila Nova e Centro Histórico.
Funciona assim: ao adquirir uma oferta do passaporte, o acompanhante paga R$ 1,00 pela mesma opção de quem o convidou. "Apenas duas experiências já pagam o investimento do passaporte (que custa R$ 100,00)", garante Luisa. Além disso, esse valor é revertido para Organizações Não-Governamentais (ONGs) que lutam pelos animais, as que se encaixam nos pilares da sustentabilidade defendidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) e as que incentivam o desenvolvimento de jovens em situação de vulnerabilidade social.
Na visão das sócias, estar em um guia segmentado é interessante para os negócios, pois eles recebem público direcionado - logo, possuem grande chance de retorno e fidelização. "Separamos os rolês que combinam com o perfil da pessoa, para que seja bom para ela e para o estabelecimento", esclarece Luísa. Além do ganho de público direcionado, as marcas parceiras da VIR recebem uma consultoria.
Luísa incubou o projeto na Escola Superior de Marketing e Propaganda (ESPM), em agosto de 2017. "A ideia era para ser bem mais crua que isso", lembra. Na época, Carmen morava na Austrália e voltou para o Brasil para ingressar na empreitada. "Lá em Sidney eu sentia muita falta de coisas que tinha aqui, em Porto Alegre. E, a partir daí, comecei a valorizar a cidade", expõe Carmen. Assim, em outubro do mesmo ano, as duas se uniram e estão à frente da VIR.
"Nada disso é 'achismo', temos muitas pesquisas que embasaram essas conclusões. Fomos atrás dos parceiros com base no que a gente viu nas pesquisas da base da ESPM", garante Carmen, que ao lado de Luisa, se dedicou à construção de três perfis de consumo.
O nome VIR é um trocadilho com a palavra VIP, sigla de very important people (pessoas muito importantes, em inglês). "Para a gente não existe pessoas mais importantes do que as outras, o importante é o rolê", expõe Carmen. "Por isso, criamos o very important rolê", completa.
MARIANA CARLESSO/JC
Conheça as 3 opções de rolês disponíveis:
>> Pra dale: Esse é para a galera que "vamo?" "vamo". Ele possui experiências mais intensas para quem gosta de sair à noite, em grupo. Geralmente, o pessoal que está solteiro opta mais por esse, porque tem bastante opções de festa com uma vibe mais alternativa - especialmente de lugares dos bairros Cidade Baixa e Bom Fim.
>> Pra ir do oito ao oitenta: Esse é para as pessoas que têm um perfil eclético para entretenimento e que não se prendem muito à uma localização. Quem quer ter experiências legais em lugares bacanas e não se importa se for tomar uma cerveja na Cidade Baixa ou um drink na Padre Chagas.
>> Pra ficar de boa com o mundo: Esse é segmentado para pessoas que tendem a ter o consumo consciente. Nele, há opções de rolês para quem curte a vibe vegana ou vegetariana. Além disso, tem curso de yoga e serviço de mapa astral. As marcas reunidas neste possuem um guarda-chuva do consumo consciente e apoio ao mercado artístico cultural local.
Compartilhe
Comentários ( 1 )
  1. Cynara

    Carmen querida, sucesso para vcs,bjs da prof.quecte adora

Publicidade
Mostre seu Negócio