Luciano e Guilherme são os franqueados da Iteleport no Estado Luciano e Guilherme são os franqueados da Iteleport no Estado Foto: /fotos LUIZA PRADO/JC

Franquia que faz tour virtual 3D chega ao Sul

Iteleport, de São Paulo, tem várias opções de aplicabilidade

Fazer um tour virtual em um imóvel através de uma tela de computador, tablet ou celular, é a tendência do mercado, segundo o administrador de empresas Guilherme Plegge da Silva. Junto com o colega, o engenheiro civil, Luciano Blessmann Silveira, trouxe para a Região Sul a franquia da Iteleport, empresa de tecnologia com sede em São José dos Campos.
Os sócios fazem desde a captação de imagens até a personalização dos materiais, gerando um link. É possível colocar trilha sonora e tags nos tours, tornando-os interativos. "O cliente pode inserir uma tag falando sobre o porcelanato de um cômodo, por exemplo", explica Luciano.
O engenheiro, que é há mais de 30 anos responsável técnico pela Lautec Engenharia, afirma que o uso do Iteleport vai além do mercado imobiliário. "Já fizeram aplicação até em teatro. Em um tablet, tu pode escolher o teu assento, sentar na cadeira que vai adquirir, visitar a parte dos camarins", esclarece. O empreendedor cita ainda que a vantagem da ferramenta é que ela pode ser utilizada em perícias de engenharia.
"A visão 3D do imóvel é muito mais ampla do que a vista em fotos", admite Guilherme.
O equipamento é importado e o treinamento da dupla foi realizado em dezembro. Apesar de terem começado a operar em janeiro, os dois apontam que já têm uma notável procura. Alguns clientes buscaram a franquia para empregar a tecnologia em propriedades no Litoral Norte. "O objetivo é acelerar e ter menos esforço de venda. Para comprar uma casa em um condomínio, não vai precisar se deslocar de carro até uma que talvez nem seja do seu interesse", detalha Luciano. A Iteleport oferece serviços também para pessoas físicas. O investimento parte de R$ 800,00.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio