notas de real - dinheiro no bolso - crédito USP Imagens O nível de dificuldades oscila de acordo com os desafios Foto: USP IMAGENS/DIVULGAÇÃO/JC

Empreender é pagar para trabalhar

Você que sonha em largar seu trabalho para abrir um negócio próprio precisa saber de algumas verdades. Esqueça todo aquele tom romantizado que certas pessoas usam para falar sobre empreendedorismo.
O nível de dificuldades oscila de acordo com os desafios. E, muitas vezes, pode ser alto, sim.
Se você sonha em ter um ponto fixo, por exemplo, terá de investir em estoque, aluguel de espaço, sacolas, materiais de divulgação, mobiliário, impostos e funcionários. Porque, claro, vai chegar um momento em que você precisará de ajuda.
Então, a verdade é que você deve fazer esse investimento financeiro para trabalhar. Diferentemente de um emprego, no qual você oferece seus serviços e recebe o valor acertado, quem empreende segue o caminho inverso.
É necessário pagar, administrar e, se tudo der certo, colher os lucros - que são incertos e imprevisíveis. Pode ser que você acabe tendo de abrir mão disso num mês ou outro. Ou durante um ano ou dois.
Esse aviso não tem a intenção de desencorajar quem quer que seja, mas de alertar sonhadores e sonhadoras sobre a realidade do mercado. Se, no fim, tudo fizer sentido, vai ter valido a pena essa virada.
Começar devagar evita tombos irreversíveis e as chances de você prosperar são maiores. #ficadica
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio