Advogado George Cunha fala sobre obtenção do visto EB-5 Advogado George Cunha fala sobre obtenção do visto EB-5 Foto: /ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/JC

Como investir e migrar para os Estados Unidos

O EB-5 Visa é uma modalidade de visto para imigrantes, que exige o aporte de US$ 500 mil a US$ 1 milhão em uma nova empresa do mercado norte-americano, e que essa crie 10 novas vagas de empregos para norte-americanos ou residentes legais no período mínimo de dois anos. Esse investimento pode ser realizado de forma direta - com a criação de um negócio próprio nas áreas estabelecidas e morar próximo ao empreendimento - ou indireta - sem necessidade de intervenção do investidor na administração do negócio. Instituído pelo Congresso Americano em 1990, o programa foi criado para promover o crescimento social e econômico em áreas rurais ou com altos níveis de desemprego.
Para falar sobre a obtenção do visto de residência permanente nos Estados Unidos, o Green Card, através do programa de investimento EB-5, o advogado George Cunha, que presta consultoria a investidores interessados em entrar no mercado norte-americano, passou por diversas cidades do Brasil com o workshop Investir e migrar para os Estados Unidos. Em Porto Alegre, o encontro aconteceu no dia 28 de outubro, na sede da Amcham, que fica na rua Dom Pedro II, nº 861, no bairro Higienópolis.
George Cunha atua no escritório Advocacia Internacional George Cunha, que trabalha em diversas áreas relacionadas ao direito internacional privado há mais de 25 anos. "O maior diferencial do programa é oferecer a possibilidade de obtenção do visto de residência permanente para o investidor, cônjuge e filhos, abaixo de 21 anos de idade, de uma única vez", destaca George. "Se bem assessorado, o investidor tem a possibilidade de receber de volta os recursos aportados em um prazo de cinco a sete anos, com rendimentos que variam de 0% a 3% ao ano", calcula.
Pelo segundo ano consecutivo, o Brasil é o líder das Américas entre os países que mais recebeu Green Card por meio dessa modalidade de visto. Em 2017, foram 282 brasileiros que receberam o visto EB-5; seguido pela Venezuela, com 108; e pelo México, com 85 vistos, segundo dados oficiais do Departamento de Imigração dos Estados Unidos. Além disso, o Brasil ocupa, atualmente, a terceira posição no ranking mundial de vistos EB-5 emitidos, ficando atrás somente da China e do Vietnã, respectivamente. Entre os empreendimentos priorizados pelo programa estão construção de hotéis, resorts, casas de repouso para idosos, shopping centers, outlets, concessão de rodovias, restaurantes, construções de estruturas coligadas de torres empresariais e residenciais, e franquias.
O processo de visto permanente através do programa EB-5 leva em torno de cinco anos, mas, entre os dois primeiros anos, o investidor pode transferir-se para os Estados Unidos com a família, após entrevista no consulado norte-americano. O programa é controlado e administrado pelo Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio