Cristiano Dolzan, diretor comercial da Naturale Cristiano Dolzan, diretor comercial da Naturale Foto: /STUDIO 10/ DIVULGAÇÃO/JC

Como funciona a produção terceirizada?

A Naturale, de Lagoa Vermelha, especialista na fabricação de alimentos funcionais, que tenham como matéria prima a aveia, completou 18 anos de existência. Além da linha própria, produz 120 itens que levam o nome de gigantes do setor supermercadista, entre os quais Walmart e Dia%. O Diretor Comercial da Naturale, Cristiano Cunha Dolzan comenta sobre como se deu a expansão do interior do Estado para todo o Brasil e quais são os planos para os próximos anos.

GeraçãoE - Como é desenvolver produtos de marca própria para outras empresas?
Cristiano Cunha Dolzan - Fornecer produtos para marcas de terceiros - criando marcas próprias de grandes redes varejistas - é um grande desafio. Para que isso seja possível, unimos a nossa disponibilidade e a variedade de produtos a equipamentos com tecnologia de ponta, adaptando-os aos interesses das marcas, que nos posicionam sobre o que desejam lançar no mercado. As redes solicitam o desenvolvimento dos novos produtos ou melhorias, de acordo com seus objetivos e estudo do mercado. A partir daí, temos um setor que desenvolve amostras, com projetos complexos, testes e análises. Após aprovação do cliente, implementamos a produção do novo produto na nossa fábrica. A diferença que existe na criação de uma marca para outra é que atendemos pedidos personalizados, conforme o cliente nos solicita. Existe um processo de personalização do produto. E isso é um dos grandes diferenciais da Naturale.
GE - A Naturale já nasceu com o objetivo de ser uma empresa nacional?
Cristiano - Quando a Naturale foi criada, tinha como objetivo atender empresas que utilizavam derivados de aveia como ingrediente para a fabricação de seus produtos, como, por exemplo, granolas, barras de cereais, etc. Também comercializava aveia para empresas pequenas que faziam o empacotamento das mesmas e revendiam com as suas marcas. A ideia era atender a demanda dessas empresas "consumidoras" de aveia, e não diretamente o consumidor final. No mesmo ano da nossa fundação, em 2000, após alguns meses de trabalho, percebemos que tínhamos condições de explorar o mercado através das redes varejistas. A partir daí, criamos a nossa marca Naturale, e passamos a consolidá-la junto ao consumidor final. Realizamos inúmeros investimentos em máquinas e equipamentos, o que possibilitou a criação de um mix de produtos. Ainda em 2000, conquistamos o primeiro cadastramento e início das vendas em uma grande rede varejista do País. Foi assim que iniciamos a nossa expansão no Brasil.
GE - O que mudou de 2000 para cá?
Cristiano - Em 2000, utilizávamos 1,2 mil toneladas de aveia por ano na produção de produtos. Hoje, esse número saltou para 20 mil toneladas.
GE - Qual a projeção para os próximos 18 anos?
Cristiano - O grande desafio da Naturale para os próximos 18 anos será consolidar ainda mais a marca junto ao consumidor, mantendo-se uma empresa que produz alimentos saudáveis e funcionais. Ao mesmo tempo, precisaremos nos renovar constantemente, desenvolvendo novos produtos que estejam alinhados com estes objetivos e atendam as demandas e inovações necessárias para continuar tendo a aprovação do nosso consumidor.
GE - Que dica você dá para quem quer empreender?
Cristiano - Empreender não é nada fácil. Não existe uma dica única ou uma solução mágica que vai garantir o sucesso. Mas, para quem tem o sonho de empreender, alguns passos são fundamentais para a redução de riscos. Um estudo aprofundado de mercado em que se vai ingressar, avaliação do produto ou serviço que será lançado, perceber como a concorrência se movimenta no mercado e de que forma ela pode ser exemplo positivo ou negativo, assumir riscos calculados, acompanhar as inovações do mercado e, principalmente, ter persistência. Saber delegar poderes e, em resumo, dosar arrojo e cautela é muito importante. Ninguém cresce sozinho. A Naturale é feita por muitas mãos, e mãos competentes. É isso que faz a diferença.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio