Parte do roteiro engloba conhecer como eram as casas, quais eram os costumes e como eram delimitados os países e as regiões Parte do roteiro engloba conhecer como eram as casas, quais eram os costumes e como eram delimitados os países e as regiões Foto: /AMANDA BÜNEKER/DIVULGAÇÃO/JC

Escola de idiomas e intercâmbios investe no resgate da identidade alemã

Empreendimento tem como cerne a preservação da cultura Hunsrück no Vale dos Sinos

 Para Ariele Bauermann, 42 anos, e Solage Kamphorst, 37, a ligação com o idioma e a tradição germânica é profunda e as acompanha desde a infância, como herança de seus antepassados. Um tesouro cultural que ambas escolheram preservar através da educação. Assim, nasceu a empresa SK Idiomas e Intercâmbios, no ano de 2015, em São Leopoldo.
As empreendedoras se empenham para incentivar aqueles que buscam resgatar as raízes e sonham conhecer mais sobre o local onde viveram seus avós, bisavós e outros parentes. Um sentimento que elas, desde jovens, reconheceram em si mesmas e hoje buscam ofertar a toda comunidade.
Nascidas nas cidades de Arroio do Meio e Iporã do Oeste, no berço de famílias com origem alemã, Ariele e Solange tiveram o dialeto Hunsrünk como primeira língua. Ao passar dos anos, o idioma alemão se apresentaria como uma única forma de conseguir uma oportunidade profissional, algo frequente na fala dos moradores da região.
A nossa escola tenta trazer esse lado afetivo ao aluno, para que ele aprenda por emoção, venha para cá e tenha aprendizado de forma prazerosa”, destaca Solange. 
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio