Jonas criou, com a irmã, a Dodani depois do nascimento do sobrinho Jonas criou, com a irmã, a Dodani depois do nascimento do sobrinho Foto: MARCO QUINTANA/JC

Irmãos criam linha de orgânicos para o público infantil

Biscoitos, frutas secas e outros snacks se espalham pelo Brasil

Quando o menino Daniel tinha dois anos, em 2014, a mãe dele, Viviani Heitling, percebeu a escassez de ofertas de produtos orgânicos no mercado voltados para crianças. Começou, então, a desenvolver com o irmão Jonas Heitling a marca Dodani Orgânicos, com foco em atender principalmente esse público.
No início, a linha contava com três tipos de biscoitos, duas opções de frutas liofizadas (quando passa por um processo de desidratação) e uvas passas em caixinhas, que poderiam ser facilmente colocadas em lancheiras e levadas a qualquer lugar.
"Somos a primeira marca a destinar-se ao segmento infantil. A nossa maior preocupação era a de que os produtos, além de saudáveis e orgânicos, fossem saborosos. Não adianta oferecer sem sabor para o paladar infantil", relata Jonas. O sobrinho Daniel, então, se tornou inspiração para o negócio, ilustrando as embalagens.
Os sócios, ambos com experiência na área comercial, passaram por um período de dois anos de estruturação até lançarem o empreendimento, em janeiro de 2017. "Fizemos uma pesquisa de mercado em Porto Alegre para medir o potencial da ideia. Em 2015, contratamos uma agência para desenvolver os produtos", pontua Jonas.
"A textura dos alimentos foi pensada para que seja fácil para a mastigação da criança", acrescenta.
Ele destaca que, assim como Viviane, os pais estão cada vez mais preocupados com a alimentação dos pequenos. "Tivemos uma notícia boa recentemente que foi a aprovação da lei das cantinas", comemora o sócio. A Lei estadual nº 15.216 busca promover a alimentação saudável e proíbe a venda de guloseimas como balas, pirulitos, biscoitos recheados, salgadinhos industrializados, refrigerantes e sucos artificiais nas cantinas das escolas. A Dodani, de acordo com Jonas, segue as recomendações do governo e se encaixa na nova legislação.
Apesar da ênfase nos pequenos, a marca passou, há pouco, por uma reformulação para alcançar outros públicos.
"Mudamos para destacar a história do Dani. Até então, não falávamos muito da nossa origem. Com as modificações, vamos abranger intolerantes à lactose, quem tem dieta vegana, etc.", realça o empresário. Por isso, entram oito novos itens com o rótulo da marca, entre eles bolinhos orgânicos e sem glúten (nos sabores maçã com canela e cacau), biscoitos de arroz e snack de cereais.
Jonas analisa que o mercado está favorável para o segmento dos orgânicos e comenta que a marca, que terceiriza a produção, já vende para todo o País. "Agora, estamos conseguindo contato com grandes redes de varejo. O caminho dos produtos orgânicos e saudáveis é sem volta", prevê.
 
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio