Luane criou a solução depois de enfrentar problemas na balada Luane criou a solução depois de enfrentar problemas na balada Foto: /FEEVALE/DIVULGAÇÃO/JC

Estudante de Moda lança bolsa com luz interna

A empreendedora anunciou a ideia no Twitter e atingiu a marca de 26 mil curtidas em dois dias

Noite na balada, casa lotada e escura. Ao procurar a comanda na bolsa e passar pelo vexame de derrubar tudo, Luane Fernanda Miguel se viu em uma aula de design thinking da vida. Foi através dessa experiência que a estudante do curso de Design de Moda da Universidade Feevale desenvolveu a Flox, uma bolsa que possui um sistema de iluminação de LED em seu interior.
A ideia foi posta em prática na disciplina de Modelagem de Bolsas e Acessórios após a aprovação oriunda das mais de 26 mil curtidas obtidas em dois dias em uma publicação feita pelo Twitter.
"Quando postei no Twitter pensei que se cinco pessoas me respondessem colocaria à venda pelo Instagram. Não imaginei que teria essa visibilidade", confessa Luane, que somou mais de mil seguidores através da repercussão da publicação.
"Essa interação é muito bacana porque vi que as pessoas estão se interessando pelas minhas roupas também", comemora ela.
A jovem de 22 anos está à frente da marca própria há dois. A Flowerade (@useflowerade), atual formato da marca, existe há três meses e trabalha com produção consciente e sob encomenda. "A ideia é cuidar qual material é utilizado, como é utilizado, quanto sobra", pontua. Além disso, trabalha apenas com tecidos sintéticos, algodão, poliéster, lã sintética, entre outros. "Evito usar produtos de origem animal", esclarece ela.
A bolsa com luzinha, que custa R$ 210,00, é desenvolvida em tecido sintético, com duas fitas de Led que funcionam com uma pilha de seis volts. Para Luane, a parte mais desafiadora foi adaptar a bolsa para o sistema de Led e encontrar o local ideal para colocar o interruptor, para que as usuárias tenham fácil acesso ao precisar ligar e desligar.
E não é de hoje que ela inventa moda. Segundo a estudante, a decisão pela carreira surgiu aos 12 anos, e sempre com o apoio do pai. "Assim que decidi isso, ele comprou um manequim e máquina de costura. Sempre tive muito incentivo dele", expõe, contente.
 FEEVALE/DIVULGAÇÃO/JC
Compartilhe
Comentários ( 1 )
  1. Adriane Zilio

    parabéns

Publicidade
Mostre seu Negócio