Renato Mendes diz que é preciso colocar o cliente no centro dos negócios durante sua palestra na Gramado Summit Renato Mendes diz que é preciso colocar o cliente no centro dos negócios durante sua palestra na Gramado Summit Foto: Mauro Belo Schneider/Especial/JC

Empreendedores discutem Nova Economia na Serra

Gramado Summit segue até sexta-feira

A programação da Gramado Summit, que tem a proposta de reunir empreendedores digitais na Serra nesta semana, abordou, entre outros temas, a questão da Nova Economia nesta quinta-feira (9). Renato Mendes, ex-executivo da Netshoes, trouxe reflexões acerca do tópico ao público. "A Nova Economia coloca o cliente no centro", disse.
Para diferenciar o modelo moderno do antigo, ele comparou a forma de consumo de conteúdo. A TV aberta, por exemplo, ainda decide pelo público os horários dos programas e tem grade fixa de comerciais. Enquanto isso, na Netflix são as pessoas que definem quando irão ver suas séries favoritas e, por conta do pagamento da mensalidade, não são submetidas às propagandas. Renato afirmou que as empresas não podem mais empurrar modelos de negócio que sirvam somente a elas, como é o caso das emissoras.
Outro aspecto mencionado foi a sensação de segurança que empreendimentos de sucesso geram, e o risco por trás disso. "Tem alguém que está trabalhando mais que você e tentando fazer um modelo vencedor. Tem que estar questionando seu modelo o tempo todo, trabalhando em pequenos ciclos de inovação, baseados em feedbacks dos clientes. Escutar, captar os insights, testar, ir trabalhando nesses loopings", sugeriu.
Renato pontuou, ainda, que empresas da Nova Economia lançam MVPs (versões de teste de seus negócios), ajustam ao longo da jornada o que é preciso e chamam clientes para cocriar, enquanto a Velha Economia planeja, planeja, planeja e só depois lança. "Inovação passa por erro", constatou.
A programação da Gramado Summit segue ao longo da sexta-feira. Nos três dias de evento, eram esperadas cerca de 4 mil pessoas. A atividade encerra com a palestra de Jaime Muller, da SAP, sobre Como as novas tecnologias trazem resultados elevados a segunda potência. Além disso, haverá mais uma batalha de startups. 
Mauro Belo Schneider/Especial/JC
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio