Espaço Origami, na Capital, funciona como coworking, café, espaço para eventos e roupoteca Há algumas armadilhas que quem trabalha por conta própria deve driblar Foto: CLAITON DORNELLES /JC

Seis erros para evitar na carreira de freelancer

Muitas pessoas têm recorrido ao mercado freelancer, seja para complementar a renda, fazendo alguns jobs esporádicos, ou tentando se estabelecer de vez no segmento. Mas, ao contrário do que muita gente pensa, essa modalidade de trabalho não é tão simples assim e requer um planejamento adequado para gerar bons frutos. Além disso, é comum o profissional cair em "armadilhas" ao ingressar na área. Alguns erros, inclusive, podem diminuir as chances de se tornar o seu próprio chefe. Veja os principais, listados por Sebastián Siseles, diretor internacional do Freelancer.com:
1 Jogar tudo para o alto sem planejamento - se você está insatisfeito com o seu emprego e enxerga a possibilidade de se estabelecer como freelancer, o caminho mais indicado é fazer a migração de maneira gradativa. Mantenha o seu trabalho fixo até ter a certeza de que é isso mesmo que você quer ou de que tem o perfil certo para trabalhar por conta própria. No início, é melhor investir aos poucos na nova opção de carreira, fazendo as duas atividades paralelamente. De quebra, você terá tempo para identificar eventuais pontos fracos e fortes. Não descubra tarde demais que você detesta trabalhar sozinho.
2 Ser pouco produtivo - é comum a ideia de que atuar como freelancer é mais fácil do que manter um emprego com carteira assinada. Ledo engano! Se, por um lado, existem algumas facilidades, como fugir do trânsito e fazer o seu próprio horário; por outro, é preciso trabalhar duro para se estabelecer. Afinal, o mais difícil não é conseguir o job, e sim mantê-lo. Atender às demandas dos clientes com rapidez e qualidade é a alma do negócio.
3 Querer abraçar o mundo - produzir muito não significa pegar todos os trabalhos possíveis de uma vez só sem ter a expertise e o tempo necessários para desenvolvê-los. Escolha um nicho de mercado, trace uma meta e foque nela. Quanto mais específico e detalhista você for na hora de apresentar o seu trabalho, mais confiança o cliente terá em você. Somente depois de se estabelecer em alguma área pense em novos projetos.
4 Não fazer uma análise do mercado - antes de se aventurar nessa jornada, faça uma avaliação criteriosa para saber quais as áreas que estão em alta no momento e, mais, quais as mais próximas do seu perfil. Saber a situação do mercado é fundamental se você quer ganhar dinheiro trabalhando com algo que goste e que efetivamente saiba fazer. O seu cliente agradece!
5 Ignorar a estratégia de comunicação - se você quer escolher, e não ser escolhido, precisa apresentar o seu trabalho de forma assertiva e eficaz. Comece fazendo um portfólio conciso e atualizado. De preferência, construa um site para apresentar os trabalhos mais importantes (uma ferramenta boa e simples é o Wordpress) e fique à disposição para enviar mais detalhes por e-mail ou marcar uma reunião. Ampliar o networking é fundamental! E, claro, mantenha as redes sociais do seu negócio atualizadas. Faça também um cartão de apresentação.
6 Não manter as finanças organizadas - controlar as despesas, de preferência em uma tabela do Excel, é primordial. Outra dica importante é guardar uma quantia de dinheiro todo mês para eventuais gastos extras que possam surgir com o tempo. Além disso, tente negociar para que o pagamento seja feito à vista. Aceitar qualquer condição apenas para ganhar o job pode comprometer o seu orçamento.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio