Google headquarters march 10, 2010 in mountain view, California Google headquarters march 10, 2010 in mountain view, California Foto: /JUSTIN SULLIVAN/AFP/JC

11 aprendizados sobre empreendedorismo e marketing direto do Vale do Silício

Rafael Terra, CEO da Fabulosa Ideia, fez um intensivo de 10 dias na região norte-americana e compartilha dicas

1 Escala global sempre
O pessoal do Vale do Silício não levanta da cama se não for para mudar o mundo. Todos os novos negócios são realizados em cima de um "pensamento digital". Ou seja: não é a localização que define, e sim se a ideia muda um mercado.
2 Só os problemas fazem crescer
70% dos empreendedores do Vale do Silício não são de São Francisco. Isto já mostra que sair da zona de conforto propicia uma maior capacidade de inovação. O grande problema é encontrar um grande problema para ser resolvido. Aliás, não se apaixone pelo produto, mas pelo problema.
3 Respeito a toda e qualquer diferença
Não se faz um produto global onde todos são iguais. Lá, vemos chineses, coreanos, indianos, muçulmanos, todos criando lado a lado. Traga pessoas diferentes para a sua empresa, isso gera uma visão macro do seu produto ou serviço.
4 Teste na prática sempre
Não espere nada estar perfeito para lançar. Uma ideia não vale nada. O que vale é ela aplicada, mesmo em beta. O Uber, até hoje, não está pronto. E está aí como líder de um segmento. Aliás, o próximo passo são os Ubers voadores. Só a velocidade gera inovação.
5 Qual é o seu próximo projeto?
Sucesso não é o que você fez. Sucesso, no Vale do Silício, é o que você vai fazer daqui para frente. Aliás, quem personifica isso é Elon Musk, fundador do PayPal e atual diretor da Tesla. Ele, com certeza, é um cara de sucesso. Nem por isso está parado olhando para o passado. Seu atual projeto é o transporte em cápsulas, que fará uma viagem de Nova Iorque ao Japão em apenas duas horas.
6 Uma região rica com hábitos simples
A cada oito empreendedores do Vale do Silício, um é milionário. Nem por isso eles desfilam com roupas ou carros caríssimos. Luxo, lá, é a experiência.
7 Drones. Muitos drones
Drones para entregar pizza, para checar estoque, para coletar dados para o governo. Enfim, em um futuro bem próximo, nossos céus estarão cheios deles.
8 Growth hacking
É uma técnica de Marketing Digital focada em crescimento rápido de marcas na web. Tudo com uso de um arsenal de ferramentas. Um exemplo é o Hunter.io, que coleta os e-mails automaticamente de qualquer site na web. Ótimo para a realização de banco de dados para o envio de news.
9 Cultura Netflix
Quem escolhe os colaboradores na Netflix não são os diretores ou o RH da empresa. É o grupo que conviverá com o futuro profissional.
10 Vamos poder imprimir tudo
Tudo mesmo. Casas, carros e, pasmem, até carne bovina.
11 O pensamento startup
A pergunta lá não é quantos funcionários sua empresa tem, e sim quanto ela vale. O Instagram foi vendido ao Facebook por R$ 2 bilhões quando tinha apenas seis colaboradores.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio