Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Sistema Financeiro

Notícia da edição impressa de 18/05/2018. Alterada em 17/05 às 20h33min

BC vai regular pagamento instantâneo por celular

O Banco Central (BC) instituiu um grupo de trabalho, formado por mais de 90 instituições, para definir os requisitos para a criação de um ecossistema de pagamentos instantâneos no Brasil. O Grupo de Trabalho de Pagamentos Instantâneos (GT-PI) deve apresentar um documento em agosto sobre o assunto, e os trabalhos serão concluídos até novembro.
O chefe do Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos da instituição, Flávio Tulio Vilela, afirmou que é possível que soluções específicas sejam desenvolvidas para nichos, mas é desejável que o ecossistema de pagamentos instantâneos no País preveja o uso amplo dessa modalidade.
De acordo com o BC, "pagamento instantâneo é toda transferência eletrônica de recursos na qual a transmissão da mensagem de pagamento e a disponibilidade de fundos para o recebedor ocorrem em tempo real".
"O serviço deve estar disponível 24 horas por dia em todos os dias do ano - inclusive fins de semana e feriados. Tradicionalmente, a movimentação de recursos ocorre entre contas-correntes (ou contas de pagamento)", acrescentou o banco.
Entre as instituições que participam do grupo de trabalho estão associações representativas, instituições bancárias, instituidores de arranjos de pagamento, instituições de pagamento, cooperativas, entidades governamentais, infraestruturas do mercado financeiro, fintechs, marketplaces, consultorias e escritórios de advocacia. De acordo com o Banco Central, a primeira reunião do grupo ocorreu no dia 10 de maio.
 

FGC começa a pagar clientes do Banco Neon a partir desta sexta-feira

O Fundo Garantidor de Créditos (FGC) vai começar a pagar os clientes do Banco Neon, que está em liquidação extrajudicial, com créditos no valor de até R$ 250 mil a partir desta sexta-feira. O prazo vai até 17 de setembro. Após, os credores remanescentes deverão solicitar o pagamento diretamente ao Neon.
Os clientes que possuem relacionamento com a Neon Pagamentos e aplicações em Certificados de Depósito Bancário (CDBs) do banco deverão acessar o aplicativo a partir de sexta-feira e seguir as instruções para que seja efetuado o pagamento da garantia. As informações no aplicativo estarão disponíveis até 18 de junho. Para os demais clientes, o pagamento será feito por intermédio das agências do Bradesco, no município constante no cadastro do credor. Na hipótese de o município não ter uma unidade do Bradesco, o pagamento será efetivado na agência do município mais próximo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia