Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

consumo

Notícia da edição impressa de 17/05/2018. Alterada em 16/05 às 20h18min

Recuperação de crédito cresce 5,1% em abril ante março, diz Boa Vista

O índice de recuperação de crédito mostrou crescimento de 5,1% em abril ante março após retirar os efeitos sazonais, segundo a Boa Vista SCPC. O indicador é obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da instituição. Contudo, na comparação com o mesmo mês de 2017, houve queda de 9,6%, assim como no acumulado em 12 meses (-1,6%).
"O movimento negativo em 12 meses resulta ainda das dificuldades enfrentadas pelos consumidores, com lenta retomada da atividade e mercado de trabalho ainda fragilizado", avalia a Boa Vista em nota. A perspectiva da instituição é de que a redução do desemprego e a consequente melhora na renda permitirão uma evolução mais consistente da recuperação do crédito.
Entre as regiões, a única que registrou aumento da recuperação do crédito em 12 meses foi a Sul (4,6%), que na margem avançou 4,8%. Todas as outras regiões recuaram em 12 meses, mas tiveram elevação em abril ante março. No Nordeste, a queda acumulada em 12 meses foi de 7,7%, mas a alta no mês foi de 4,3%.
No Norte, o recuo de 5,3% é contrastado com avanço de 3,1%, enquanto no Centro-Oeste houve queda de 4,0% em 12 meses e aumento de 2,7% no mês. Já a Região Sudeste cedeu apenas 0,4% no acumulado de maio de 2017 a abril de 2018, e subiu 6,0% no quarto mês deste ano.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia