Sobre o Autor
Eliseu Ely, consultor de empresas e palestrante Foto: /Arquivo Pessoal/Divulgação/JC

Eliseu Eduardo Ely

consultor de empresas e palestrante

Já pensou em encantar o cliente interno?

Todos sabem (ou precisariam saber) que o cliente é a razão da existência e da perenidade dos negócios. Por isso, cada vez mais, as empresas procuram encontrar fórmulas, ações e atitudes eficazes para encantá-lo e satisfazê-lo. E com toda razão.
Sem ele, não existimos. Mas há um outro tipo de cliente que muitas empresas não valorizam e, às vezes, não o encantamos. Trata-se do cliente interno, ou seja, o colaborador.
Esse precisa estar feliz, motivado, valorizado e comprometido para realizar ações diferenciadas que possam gerar plena satisfação do cliente. Necessitam, portanto, que a gestão do negócio seja moderna, flexível, criativa, simples, transparente, empreendedora.
Fazer com que a organização, com atitudes cotidianas, leve sempre ao encantamento do cliente interno é um desafio que precisa ser colocado em prática pelos empreendedores para buscar a excelência no atendimento.
Não há excelência e nem encantamento se os colaboradores não recebem esse tratamento no local em que trabalham.
Encantar internamente, para poder encantar com mais propriedade o cliente, passa a ser estratégico para quem quiser competir adequadamente e de forma diferenciada no mercado. Precisamos compreender que se o cliente evolui em alta velocidade, a gestão e os clientes internos precisam estar sempre acima, pois só assim poderão oferecer ações apropriadas para o mercado.
Devemos correr sempre na frente para que o cliente não atropele a empresa. Elevar o encantamento do cliente interno precisa ser colocado como parte do plano de objetivos para a melhoria do ambiente e dos resultados. Lamentavelmente, vimos muitas empresas que nem sequer se deram conta da importância que uma qualificada gestão de pessoas pode contribuir com o negócio.
Diagnosticar a temperatura organizacional é o primeiro passo para implantar um programa de encantamento junto ao cliente interno. As empresas precisam se convencer que um trabalho de encantamento é garantia de resultados excepcionais e para sua própria sobrevivência. E mais, um cliente interno insatisfeito e pouco comprometido é uma fonte inesgotável de aumento de custos invisíveis para a empresa.
Inicie um trabalho de encantamento do cliente interno e ele retribuirá com contribuições preciosas ao crescimento do negócio e para a satisfação contínua do público externo.
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Mostre seu Negócio