Vinicius Mitto, arquivista e editor do blog Bah Guri Vinicius Mitto, arquivista e editor do blog Bah Guri Foto: /Arquivo Pessoal/Divulgação/JC

O que faz o arquivista, onde pode trabalhar ou estudar?

Vinicius Mitto, arquivista e editor do blog Bah Guri

"O arquivista atua, principalmente, na gestão de documentos, analisando a produção dos registros formais das empresas e instituições públicas. A presença desse profissional faz com que se reduzam custos com impressão de papéis desnecessários e a otimização dos espaços dos arquivos. Isso se dá por meio da temporalidade dos documentos, uma criteriosa avaliação que poderá levar à eliminação dos que já cumpriram seu tempo e não precisam mais ser guardados. Também pode atuar com documentação histórica, que registra a memória das instituições e, por seu caráter científico ou técnico, deve ser mantido de forma permanente. Uma curiosidade: a carta de Pero Vaz de Caminha nasceu com características administrativas, pois tratava de uma comunicação de um colaborador (o próprio Pero Vaz) a seu gestor (rei Manuel I). Hoje, ela é um documento muito estudado, pois descreve a descoberta do Brasil. A formação se dá na Ufrgs, UFSM ou Furg."
 
Compartilhe
Comentários ( 3 )
  1. Vincius Mitto

    Obrigado pelo carinho e pela ateno com a profisso de Arquivista. A importncia da Arquivologia desconhecida por muitos e este espao, mesmo que sucinto, permite uma grande visibilidade.

  2. Everaldo Chaves

    Na verdade, vale salientar que o Arquivista deveria atuar em toda e qualquer organização que emita documentos formais, independentemente de serem públicas ou privadas, atuando desde a produto documental até destinação final dos documentos que pode ser tanto o descarte quanto a guarda permanente. Esse profissional, através da implementação de uma gestão documental sistematizada, possível permitir o resguardo, a autenticidade, a fidedignidade, a preservação e o acesso aos registros das instituições e pessoas. A formação desse tipo de profissional oferecida hoje, segundo o site do Conselho Nacional de Arquivos, em diversas instituições conforme lista o próprio CONARQ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UNIRIO UNIVERSIDADE DE BRASLIA - UNB UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA - UEL UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPRITO SANTO - UFES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP/MARLIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARABA - UEPB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - UFMG UNIVERSIDADE FEDERAL SANTA CATARINA - UFSC UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARABA - UFPB UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS - UFAM UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAR - UFPA

  3. Everaldo Chaves

    Na verdade, os cursos superiores de Arquivologia no Brasil são oferecidos em diversas universidades, conforme o site do CONARQ:UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UNIRIO, UNIVERSIDADE DE BRASLIA - UNB, UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA - UEL, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPRITO SANTO - UFES, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS, UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP/MARLIA, UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARABA - UEPB, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - UFMG, UNIVERSIDADE FEDERAL SANTA CATARINA - UFSC, UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARABA - UFPB, UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS - UFAM, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAR - UFPA

Publicidade
Mostre seu Negócio