Lorenço, Ricardo, Fábio e Alexandre criaram o Loop Bike Sharing Lorenço, Ricardo, Fábio e Alexandre criaram o Loop Bike Sharing Foto: /REPRODUÇÃO/JC

Aplicativo de aluguel de bicicletas é lançado em Porto Alegre

Diferencial do Loop Bike Sharing é a possibilidade de realizar paradas. As bicicletas vêm acompanhadas de cadeado

Um novo aplicativo de aluguel de bibicletas está disponível em Porto Alegre. É o Loop Bike Sharing, criado por Alexandre Mattos, 23 anos, junto aos sócios, Lorenço Boettcher, 22, Ricardo Pierozan, 23, e Fábio Innocente, 26.
O diferencial do app é a possibilidade de os ciclistas realizarem paradas durante as pedaladas. As bicicletas acompanham um cadeado, com tecnologia terceirizada, que tem travamento pelo aplicativo. Assim, o usuário pode estacionar a bici de maneira segura enquanto entra em algum estabelecimento. Outra funcionalidade é poder reservar a bicicleta com dez minutos de antecedência.
Para se tornar um looper - como são chamados os usuários do aplicativo, é preciso apenas criar um cadastro. A partir daí, é possível realizar corridas avulsas de duas horas de duração por R$ 4,90, ou fazer a assinatura mensal, sem limite de corridas, por R$ 29,90.
As estações das bicicletas (Loopoints), por enquanto, estão localizadas apenas no bairro Moinhos de Vento, na capital gaúcha. Atualmente, a equipe da startup está em negociação com estabelecimentos comerciais para aumentar a capilaridade de pontos da Loop e a frota, hoje com doze unidades.
A ideia surgiu há dois anos, no Desafio Empreendedor promovido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Na ocasião, os sócios decidiram trabalhar com sustentabilidade. A partir dessa premissa, criaram o weBike, projeto que originou o negócio atual. Em 2016, o grupo foi escolhido como a startup mais inovadora do Brasil durante o SAP Startup Focus Forum Brasil.
Após o reconhecimento, foram levantados cerca de R$ 33 mil para investir no projeto através de um financiamento coletivo na internet. Com o valor arrecadado, o grupo adquiriu as bicicletas em parceria com uma marca brasileira e personalizou as peças. Alexandre calcula que o valor investido em cada magrela, da compra à personalização, se aproxima de R$ 1,7 mil.
Lançado oficialmente no dia 19 de novembro de 2017, o aplicativo possui mais de 200 downloads. Porém, para garantir a melhor experiência dos ciclistas, os usuários serão habilitados a usar o app conforme a aquisição de novas bicicletas.
Para o futuro, os sócios planejam trabalhar cada vez mais no conceito de mobilidade integrada - modelo de locomoção utilizado na China, no qual as bicicletas complementam os meios de transporte público. “Você não precisa utilizar a bicicleta como seu único meio de transporte. Mas, sim, conseguir integrá-la aos outros meios”, explica Alexandre.
MARCO QUINTANA/JC
Alexandre Mattos fundou o Loop Bike Sharing | Foto: MARCO QUINTANA/JC
Compartilhe
Comentários ( 4 )
  1. Geronilda elias de andrade

    estou pensando em implantar um negocio de locação de bikes na minha cidade... no meu caso seria as bikes familia como aqui é litoral gostaria de informação sobre app .

  2. Thiago Madeira

    Boa tarde, estou implantando esse negócio em minha cidade, gostaria de trocar informações. No aguardo do retorno.

  3. Tulio Fernandes de Souza

    Tenho interesse em adquirir esse sistema !! Estou abrindo uma loja de aluguel de Buggy em i.a cidade turística aki em Goiás. Queria incluir aluguel de bike tbm..... AGUARDO CONTATO ZAP 62.986075864 OBG

  4. eduardo

    boa tarde gostaria de saber se tem como implantar este aplicativo em minha cidade pois estou montando um negocio de alugar bike

Publicidade
Mostre seu Negócio