Mathias Kisslinger Rodrigues é  diretor da
Phorbis Empreendimentos Imobiliários Mathias Kisslinger Rodrigues é diretor da Phorbis Empreendimentos Imobiliários Foto: /MARCELO G. RIBEIRO/JC

Fundo aposta em pontos estratégicos da capital

Mathias Kisslinger Rodrigues, 42 anos, é diretor do Phorbis, fundo de investimentos focado em imóveis comerciais de Porto Alegre e outras cidades do Rio Grande do Sul. A empresa detém aproximadamente 3 milhões de metros quadrados na capital gaúcha (isto é, 300 hectares de terra) e responde pela criação de empreendimentos como o Viva Open Mall, o Trend Nova Carlos Gomes e o Mãe de Deus Center. É deles, também, o imóvel onde hoje está o Pepsi On Stage. Mesmo suspeito para falar do assunto, Mathias afirma, com toda certeza, que é melhor alugar do que comprar um imóvel. Entenda o porquê a seguir:
 GeraçãoE - Qual a estratégia básica do fundo?
Matthias Kisslinger Rodrigues - Nós seguramos os terrenos com característica comercial e vendemos os de característica residencial para incorporadoras.
GE - Quanta área em Porto Alegre vocês têm?
Mathias - Nosso landbanking hoje é de 300 hectares, 50 deles só na região do Aeroporto Internacional Salgado Filho.
GE - Quais você destacaria que são áreas estratégicas comercialmente em Porto Alegre?
Mathias - Do ponto de vista de acessibilidade, a região do Trend Nova Carlos Gomes e região do aeroporto. Boa parte de quem entra e sai da cidade acaba passando por ali. O pessoal da zona norte não necessariamente conhece a zona sul, mas, por conta disso, o pessoal da zona sul conhece a zona norte, porque precisa passar por ali.
GE - Como inovar lidando com tamanha concretude?
Mathias - Tudo está acontecendo rápido em vários mercados, mas o mercado imobiliário é lento. Do planejamento à construção de um prédio, leva em média 4 anos. A estrutura é fixa, mas a inovação acontece no "recheio": sistemas de iluminação para economia de energia elétrica, automação, segurança, sempre mirando a redução de custos. Nós temos pesquisas de tendências de consumo para entender para qual lado o mundo vai andar, mas apostamos muito no nosso feeling também.
GE - Pode citar um exemplo?
Mathias - O Mãe de Deus Center. Há 15 anos, nós vimos um complexo de saúde e serviços como uma tendência para Porto Alegre, e fomos pioneiros nisso, junto à operadora America Business Square. É um hospital de baixa complexidade, tem consultórios e, junto a ele, trouxemos o Novotel. Pessoas vêm de fora realizar procedimentos e se hospedam ali. A gente fica feliz que acertou. Atrás, há uma área de 5 mil m² reservados para uma possível complementação.
GE - Para quem tem um negócio, é mais vantajoso alugar ou comprar um imóvel?
Mathias - Sem dúvida, alugar. Se calcular o preço de venda e o de locação, as taxas de retorno do imóvel próprio acabam sendo baixas. Digo isso, porque não vale a pena deixar o dinheiro (que seria de compra) imobilizado. O dinheiro que você usaria para comprar um imóvel, se ficar rendendo numa aplicação financeira, acaba pagando o aluguel, e ainda sobra.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio