Alexandre Vargas é o idealizador do projeto Intercena Alexandre Vargas é o idealizador do projeto INTERCENA Foto: MARCOS NAGELSTEIN/JC

Evento discutirá economia da área cultural em Porto Alegre

Geração de emprego e renda, fortalecimento da cadeia produtiva das artes cênicas e a formação de mercado fazem parte da programação

Com a intenção de internacionalizar as artes cênicas do Rio Grande do Sul, será lançado no dia 4 de dezembro, em Porto Alegre, o projeto Intercena. O elemento primordial da proposta é a reinvenção de novos mercados para as artes, a fim de garantir sua adaptabilidade e consequentemente a sobrevivência e a distribuição da produção de artes cênicas pelos territórios nacionais e internacionais. Tudo acontecerá no Teatro do Centro Histórico Cultural Santa Casa. 
Aspectos relacionados à economia da cultura, geração de emprego e renda, fortalecimento da cadeia produtiva das artes cênicas e a formação de mercado para a cultura, compõe a estrutura conceitual do projeto, que valoriza e promove o desenvolvimento das artes cênicas, antecipando mudanças necessárias e rompendo paradigmas.
A primeira edição do Intercena promoverá uma capacitação para 22 companhias de artes cênicas do Rio Grande do Sul, uma Rodada de Negócios com mais de 30 curadores e programadores de festivais nacionais e internacionais e ainda realizará o 1º Seminário Internacional Sobre Festivais de Artes Cênicas.
O idealizador do projeto é Alexandre Vargas, 47 anos, coordenador do Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre. “Acreditamos que o Intercena contribuirá para a difusão e circulação da produção de artes cênicas, promovendo um abrangente trabalho de formação, fomentando o intercâmbio regional, nacional e internacional. Ele tem a capacidade de potencializar a interface gerada com outros setores da economia e da sociedade, tais como turismo, educação, tecnologia, comunicação e ação social”, destaca.
O projeto é patrocinado pela Braskem, através da Lei de Incentivo à Cultura do Governo do Estado.
"Tenho me dedicado muito nas questões culturais e artísticas no panorama nacional e internacional. Tenho circulado os Estados do nosso Brasil e outros países, conheço relativamente bem a produção de artes cênicas estadual, nacional e internacional. Sou uma das lideranças que está ajudando a implantar o Sistema Nacional de Indicadores de Festivais de Teatro do Brasil. Esse conjunto de fatores, somado ao estudo das questões da Economia da Cultura e da Criatividade, tem proporcionado visualizar questões que estão no debate global: como a transnacionalidade e os mercados internacionais que são alternativas reais da circulação da produção artística", avalia Alexandre.
Vejas as datas:
>> A Capacitação está prevista para acontecer no período de 25 a 29 de janeiro de 2018.
>> A capacitação para os festivais de teatro do interior do Rio Grande do Sul acontecerá em fevereiro (data a definir).
>> O seminário acontecerá no período de 19 a 22 de março de 2018.
>> A Rodada de Negócios será no dia 23 de março de 2018.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio