Doces de Pelotas Doces de Pelotas Foto: NAURO JUNIOR/DIVULGAÇÃO/JC

O potencial de um produto exclusivo

A nossa matéria de capa desta semana transborda inspiração (e gera fome!). Fomos até Pelotas conferir quem são as estrelas da Feira Nacional do Doce (Fenadoce): as doceiras e suas criações.
Jussara Argoud, do Sebrae, chamou atenção para o fato de que a cidade tem uma receita infalível para conquistar a medalha do diferencial. É a exclusividade. Por mais que cópias surjam diariamente, os doces de Pelotas só existem em Pelotas.
Para proteger esse bem local, os doces recebem o certificado de Indicação Geográfica (IG), que é concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Outras regiões do Brasil se qualificam para o mesmo reconhecimento por sua cachaça, calçados, enfim, são vários os segmentos.
Atuar num ramo tão representativo para um lugar é um desafio e também uma vantagem. Afinal, muitos turistas chegam dispostos a consumir o que ganhou fama por ali. Por outro lado, o padrão faz com que todas as marcas corram o risco de se igualar.
Com alguns quilos a mais, voltamos a Porto Alegre com a certeza de que cada canto do nosso Estado tem seu próprio potencial. Hoje, repercutimos por aqui o de Pelotas.
Fica a sugestão de passeio no feriado desta semana. #surradequindim
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio