Pequenos detalhes fazem a diferença na relação. Inclusive na comercial Pequenos detalhes fazem a diferença na relação. Inclusive na comercial Foto: JC

Saiba o tempo do seu cliente

Nossa equipe adora trabalhar tomando chimarrão. Diariamente, pelo menos um de nós chega com sua mateira a tira colo, com a água já quente de casa. Um porteiro aqui do Jornal do Comércio percebeu isso e nos mirou como potenciais clientes. Além de cuidar da nossa segurança, ele é revendedor de uma marca de erva-mate. E isso serve de exemplo para falarmos sobre a importância de identificar o tempo de abordagem do cliente.
Nosso colega merece o reconhecimento por dois motivos. O primeiro é o fato de ele ter observado que o nosso perfil tinha tudo a ver com o seu produto. O segundo, porque quando o pacote está no fim, ele chega para oferecer a próxima venda. Parece até que usa as ferramentas de big data (banco de dados) que citamos em uma matéria na semana passada (!).
Mesmo que não enxergue o pacote, ele deve calcular quanto tempo o volume dura para uma pessoa que bebe chimarrão todos os dias. E isso é fantástico, pois a abordagem não é inconveniente, passa uma sensação de praticidade para nós.
Algumas empresas deveriam aprender com o nosso porteiro. Lembrar que ligar para oferecer um serviço às 11 da noite não é legal, por exemplo.
Observar, seja através de dados do computador, da vitrine da loja ou da cabine da portaria, não custa nada e traz bons frutos.
#olhonolance
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio