Frédéric e Mariane abriram o negócio há seis meses e produzem 5 mil baguetes por mês Frédéric e Mariane abriram o negócio há seis meses e produzem 5 mil baguetes por mês Foto: NIÁGARA BRAGA/ESPECIAL/JC

Boulangerie com padeiro legítimo francês abre em Canela

A Casa Francesa foi inaugurada há seis meses e o dono é mesmo europeu

Há clientes que entram na padaria Casa Francesa, cuja loja própria foi recém-inaugurada em Canela, e perguntam se o padeiro é "original". Eles querem saber se Frédéric Onraet, 45 anos, nasceu mesmo no país europeu. Afinal, isso faz toda a diferença. O pão francês de verdade é bem diferente do que é vendido no Brasil com esse nome. "O nosso é mais assado, tem crosta, mais aroma e gosto", compara o empreendedor, que decidiu morar no Brasil após conhecer a esposa e sócia, Mariane, 37, à espera de um barco na Amazônia, em 2004.
Na terra de Frédéric, a profissão de padeiro é bastante valorizada e exige capacitação de dois anos. Segundo ele, o simples diploma não dá as qualidades necessárias para ser um profissional reconhecido - o que somente a prática faz. Foi por isso que esperou tanto para abrir sua própria boulangerie (padaria, em francês). Primeiro, ele e Mariane iniciaram, em 2011, atrás da igreja de Canela, a produção para atender a hotéis, restaurantes e pontos de revenda. Aos sábados, ofereciam os produtos também para o público. Há seis meses, lançaram a unidade para receber os clientes, na avenida José Luiz Correa Pinto, nº 299. Agora, as vendas ocorrem exclusivamente ali, onde trabalham cinco pessoas. Na fábrica, que continua no Centro da cidade, são três.
Leia o texto integral em nossa edição para folhear
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio