Natália (segunda da direita para esquerda) conta como são as mentorias do YLAI semanalmente no GE Natália (segunda da direita para esquerda) conta como são as mentorias do YLAI semanalmente no GE Foto: JC

O importante é correr atrás

Sócia do O Amor é Simples, Natália participa de programa nos Estados Unidos

Quem segue esta série de postagens (desde já meu muito obrigada!) acompanhou minha chegada em Dallas e em Detroit. Estou na fase do programa que nos coloca em uma empresa local relacionada aos nossos objetivos profissionais para trocarmos experiências e termos mentorias que nos ajudem a desenvolver e evoluir nossos projetos. Hoje, compartilho boas e más impressões do que está acontecendo por aqui - é impossível tudo ser 100% perfeito sempre, afinal.
Como comentei na última coluna, meus objetivos não foram considerados pela organização do programa e precisei ser 'recolocada' em uma nova empresa. A experiência de buscar este lugar foi desafiadora e divertida - mas confesso que não esperava ter que passar por isso em outro país. Foi um pouco desgastante, ao mesmo tempo que foi importante para me superar. No fim temos sempre que olhar para o lado positivo, né? E foi nessa jornada que voltei para um lugar que foi minha casa nos últimos anos: uma agência de publicidade digital. Na prática, bem diferente das que já trabalhei: salas pequenas e separadas, tudo muito silencioso. E as pessoas saem às 17h pontualmente! Aqui somos mais visitantes do que funcionários, então as tarefas e horários são bem flexíveis. Eles cederam seus espaços e agendas para nos acolher e ajudar com nossos negócios, então, de certa forma, acabo focando quase totalmente no O Amor é Simples.
Voltando à questão de mentoria: por aqui é muito comum um empreendedor ter três, quatro mentores. Além da importância estratégica para o desenvolvimento do negócio, é padrão correr atrás de pessoas que tenham alguma relação com o negócio e convidá-las para fazer parte do board da empresa. Um mentor para cada pilar do negócio. Para exemplificar, no meu caso seriam pessoas da área de produção de moda, e-commerce ou marketplace, logística e finanças, no mínimo. Tenho pensado muito em como construir isso n'O Amor é Simples, já que este formato não é tão comum na minha realidade - pelo menos não na cultura empreendedora em que estou envolvida.
Para finalizar a semana, acabei em um evento chamado Detroit Gets Married (http://www.dgm.kyleanndesign.com/) , que prometia ser um evento nada tradicional para noivas encontrarem os fornecedores perfeitos para suas cerimônias não tradicionais. A cara da minha marca! Mas não é que era uma roubada total? Não passava de uma 'festa', com bandas tocando e 4 fornecedores diferentes de comida. Furadas à parte, o importante é correr atrás! Estou dando meu máximo aqui para compensar minha ausência por deixar minhas sócias incríveis fazendo minha parte no trabalho.
Esta semana inaugura a reta final do Ylai 2016, continuem acompanhando!
Entenda o que Natália faz nos Estados Unidos: 
Veja as colunas anteriores:
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( 1 )
  1. Alberto

    Acredito que o importante no correr atrs, correr na frente. Se atrs, j est em segundo lugar.

Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio