Gustavo Fuga contou sua história na Criexp, promovida pela Univates Gustavo Fuga contou sua história na Criexp, promovida pela Univates Foto: Divulgação/jC

Startup quer popularizar o ensino de língua inglesa no País

Empreendedor carioca traz estrangeiros para darem aulas na 4You2

Gustavo Fuga, 23 anos, criou a 4You2 para levar o ensino de inglês à periferia de São Paulo, mas seu objetivo é expandir pelo Brasil. Recentemente, ele falou sobre sua história aos alunos da Univates, em Lajeado, durante a CRIExp.
A startup de empreendedorismo social de Gustavo tem como objetivo aumentar a quantidade de brasileiros que falam inglês. Para o carioca, há um grande problema no formato de disseminação de aprendizado de línguas no Brasil. "As escolas estão vendendo idioma como mercadoria", analisa.
Nos primeiros meses de graduação de Economia, na Universidade de São Paulo (USP), percebeu que havia um problema. "Eu não falava nada de inglês. Enquanto meus amigos, que vieram de escolas caríssimas, fizeram intercâmbio, falavam três ou quatro idiomas. E grande parte do conteúdo do curso era em inglês", completa.
A resolução do problema se deu no dia a dia. O constante contato com estrangeiros na faculdade manteve Gustavo imerso no idioma.
"Acabei aprendendo inglês em um ano. Falando. Sem fazer escola, sem estudar, só nessa convivência", garante.
Dessa experiência nasceu a 4You2. O jovem percebeu que a pequena porcentagem com fluência em inglês é composta - em sua grande maioria - por pessoas de classe média alta.
Os valores elevados dos cursinhos acabam segregando o público. Logo, a primeira decisão foi instalar a escola de inglês em bairros carentes. E com preços populares. A mensalidade custa, em média, R$ 79,00.
"A gente quer oferecer um curso muito mais acessível, mas de muito mais qualidade", ressalta. O "como fazer" era o próximo desafio. Quem seriam os professores?
Pensando nisso, optou por trazer estrangeiros, numa espécie de intercâmbio e estágio. A gente explica: há um número exponencial de estudantes "gringos" ávidos por conhecerem outros países e culturas - e isso normalmente sai caro para eles.
Por diversos fatores - com destaque para a falta de oportunidade -, o Brasil está fora do roteiro da extensa maioria desses jovens. A solução encontrada para atraí-los foi oferecer uma bolsa (no valor de um estágio) para que eles sejam os professores.
Além disso, eles não têm custos com moradia, uma vez que são abrigados por uma família da comunidade - que recebe um valor para acolher o teacher. A ideia, agora, é expandir a escola para todo País.
A 4You2 está com seis unidades na cidade de São Paulo com essa proposta de impacto e inovação. Mais de 5 mil alunos já passaram por suas salas de aula desde sua fundação, em 2012.
Compartilhe
Comentários ( 1 )
  1. janaina Tomasi

    É isso! Genial!

Publicidade
Mostre seu Negócio