Davi Braga durante sua palestra no CRIExp, na UNIVATES de Lajeado Davi Braga durante sua palestra no CRIExp, na UNIVATES de Lajeado Foto: Tuane Eggers

Adolescente de 15 anos cria startup para venda de material escolar

Jovem alagoano foi um dos palestrantes na quinta-feira (6) no CRIExp, realizado pela Univates, de Lajeado

Com apenas 15 anos, Davi Peixoto Braga é, de longe, um empreendedor precoce. Motivado pelos pais, logo aos 13 anos de idade, criou a startup List-it. Através do site, é possível realizar a compra on-line de listas de material escolar. A ideia do jovem surgiu como boa parte dos empreendimentos: para solucionar um problema. Nesse caso, o problema era da mãe de Davi, Cristiana Peixoto. Dona de uma papelaria, certa vez enfrentou a falta de produtos e foi aí que o filho entrou em ação. Ele sugeriu que ela criasse uma empresa B2B (business to business) e firmasse parceria com outras lojas maiores para atender a demanda do mercado.
Também conhecido como Davizinho, hoje o adolescente é um exemplo a ser seguido – e escutado. Na quinta-feira, 6 de outubro, conversou com jovens e adultos na CRIExp, realizada pela Univates, de Lajeado. Em sua palestra, Davi transmitiu um pouco de sua prematura experiência como empreendedor. Pais e estudantes ouviram e se inspiraram com a história do jovem alagoano. Entre janeiro e fevereiro de 2015, a List-it faturou R$ 100 mil, com 130 listas vendidas apenas na cidade de Maceió, com média de R$ 750,00 a cada lista. 
Se alguém está se perguntando como o jovem concilia a empresa com os estudos e, especialmente, com a vida de adolescente, não precisa se preocupar. “Não estou perdendo minha adolescência. Faço tudo o que um jovem da minha idade faz. Palestro, no máximo, duas vezes ao mês. Então, acaba não prejudicando meus estudos”, explica Davizinho, lembrando a importância do pai, João Kepler, investidor-anjo e apoiador de todas as horas.
Mais do que isso, o adolescente destaca a necessidade em unir o empreendedorismo ao estudo. “É preciso investir na educação empreendedora. Jovens podem e devem empreender. Isso pode fazer a diferença.”
Atento e motivado a aprender, fará um intercâmbio para os Estados Unidos no ano que vem. Ainda retornará ao Brasil para concluir o Ensino Médio. Planeja fazer Administração e Marketing no exterior, como forma de ampliar seus conhecimentos na área do empreendedorismo. 
*Com informações da assessoria de imprensa da Univates. 
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio