Gabriel e  Kethyene: 'nenhuma peça da Vintax sai igual à outra' Gabriel e Kethyene: 'nenhuma peça da Vintax sai igual à outra' Foto: FREDY VIEIRA/JC

Tecidos reaproveitados viram gravatas fashion

A produção é feita pela Dressper, marca gaúcha especializada nos acessórios

Após uma volta no shopping durante uma busca frustrada por gravatas diferenciadas, o relações públicas de Porto Alegre Gabriel Bastos, 26 anos, percebeu uma brecha no mercado. Mas, em vez de simplesmente criar uma marca dos acessórios, ele quis apostar em um conceito sustentável, com tecidos reutilizados - seguindo a ideia de upcycling.
O primeiro passo era buscar alguém que colocasse a mão na massa. Um alfaiate foi a opção encontrada. O resultado, porém, não agradou. Hora de pensar em outra alternativa.
Conversando com amigos, ele ficou sabendo da Dressper, que, há sete anos, é focada na execução de gravatas, com uma produção que chega a 300 unidades por mês. Administrada por Kethyene Sperhacke, 31, designer de Moda, e a mãe, Cyntia Sperhacke, 56, a empresa tinha tudo a ver com a ideia de Bastos. No atelier, em um prédio da avenida Cristóvão Colombo, não há nem máquina de costura. Tudo é feito à mão. Ou seja, casava perfeitamente com a preocupação sustentável do rapaz.
 Gabriel Baron Bastos faz gravatas com tecidos reutilizáveis.
Juntos, o trio criou a linha Vintax. O RP faz a gestão de marketing e consegue a doação dos tecidos. As meninas têm a missão de transformar os retalhos em modelos tradicionais, slim, borboleta e até fazer os detalhes finais das peças de madeira feitas em parceria com a empresa Preza. "A cultura está mudando, e o slow fashion ganha espaço. As pessoas procuram um consumo mais consciente", avalia Bastos.
Devido ao trabalho totalmente manual, Kethyene destaca a exclusividade do produto. "Uma gravata nunca sai igual à outra. Seguimos a ideia da alfaiataria italiana", afirma.
O prazo de entrega dos pedidos personalizados fica em torno de 15 dias. Os preços das gravatas variam entre R$ 57,00 e R$ 65,00. Com foco no ramo de casamentos, há, inclusive, uma opção para cães.
Lançada em maio, a linha vende uma média de 20 itens por mês. Em breve, Bastos, que também é dono de um food truck, pretende incluir a garrafa PET como um dos materiais dos tecidos utilizados. A Vintax pode ser encontrada nas lojas Retrô Fashion, Pandorga e Insecta Shoes, na Capital, ou pelo www.vintax.com.br.
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio