Sandro Seewald leva turistas a locais especiais e registra tudo com sua câmera fotográfica Sandro Seewald leva turistas a locais especiais e registra tudo com sua câmera fotográfica Foto: JONATHAN HECKLER/JC

Na Serra tem: passeios fotográficos para os encarangados

Fotógrafo largou emprego de dez anos para ser um guia turístico um pouco diferente

Sandro Seewald, 49 anos, é fotógrafo desde os 18. Nestas três décadas de profissão, já desenvolveu trabalhos em diversas frentes, como eventos, veículos de imprensa e materiais particulares. Recentemente, acrescentou mais uma função à sua lista: a de guia turístico. Como não largou a paixão pelas imagens, uniu as duas coisas e virou um "guia fotógrafo".
Ele oferece o serviço de Passeio Fotográfico, que consiste, basicamente, em levar os turistas em lugares típicos das cidades de Gramado e Canela e registrar tudo com suas lentes. Ao final do passeio, é entregue um DVD com as fotos brutas (sem edição). São entre 250 e 350 cliques, dependendo da disposição dos "modelos".
Os roteiros são selecionados pelos clientes e pelo profissional, que se preocupa em indicar lugares gratuitos e não tão comuns, como parques abertos e locais distantes do Centro. "Assim, eles podem ter uma experiência diferenciada", explica.
O transporte é realizado com o carro de Seewald, que comporta até seis passageiros. As atividades começam a partir das 9h e se estendem até o fim da tarde. Neste tempo, ele garante que é possível visitar entre 15 e 20 pontos turísticos. O valor do pacote é de R$ 300,00, e o contato pode ser feito pelas redes sociais ou com agências de viagens e hotéis.
Seewald acredita ser o único profissional a prestar o serviço conjunto na região, mas não teme o surgimento de concorrência. Se aparecer, aposta no atendimento como diferencial. "É o calor humano. Não dou só dicas, mas ajudo eles também no dia a dia. Muitos não encontram um supermercado, por exemplo. No final, nos tornamos amigos, a maioria continua mantendo contato comigo nas redes, compartilhando as minhas coisas e até me convidam para conhecer a cidade deles. Há quem se ofereça para me receber como hóspede", conta.
A interação dos clientes e as redes sociais são os pilares do seu negócio. Cerca de 50% dos novos serviços chegam por indicação de quem já teve a experiência. A outra metade, através das publicações e compartilhamentos na internet.
O fotógrafo também afirma que alguns fazem mais de uma vez o mesmo passeio. "Tem um casal de João Pessoa que veio três vezes; e, em todas, eles quiseram ir nos mesmos lugares. Acho que é porque cada momento é diferente. Uma vez as árvores estavam verdes, hoje estão vermelhas. E tem outro casal que veio em um ano e no outro voltou para fazer um book temático de casamento", detalha. Seewald resolveu largar seu emprego de uma década no Jornal de Gramado para investir seu fôlego neste negócio próprio há três anos, inspirado pela oportunidade. "Muitas pessoas pedem para alguém tirar fotos para elas", diz, sobre a carência identificada.
Foi por esse motivo que ele juntou o serviço de imagens ao de guia turístico. Atualmente, atende até 25 dias por mês, faturando mais de R$ 7.500,00 em alta temporada cerca de quatro vezes mais do que ganhava como funcionário.
Seus únicos investimentos e gastos são gasolina e manutenção dos equipamentos, o que torna o trabalho lucrativo. Depois de curtir o gostinho de ser o próprio chefe, não tem mais volta. "É bom, porque estou bem financeiramente, visito os lugares e ainda tenho o carinho das pessoas."
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

Receba no seu email todas as notícias sobre empreendedorismo. Cadastre-se:





Mostre seu Negócio
Redes Sociais