Empresa de José Carlos Scain (d) e do filho Daniel criou a solução Daniel Scain (à dir.) e José Carlos Scain: previsão é de 5 mil descascadores vendidos nesta temporada Foto: METALÚRGICA SCAIN/DIVULGAÇÃO/JC

Empresa de Caxias do Sul faz sucesso com descascador de pinhão

Equipamento foi criado pela Metalúrgica Scain e custa R$ 139,00

O aposentado Carlos Montenezzo, 62 anos, é fã incondicional de pinhão. Em agosto passado, ele criou até uma página no Facebook para demonstrar apreço à semente - a Apaixonados por pinhão. Mas não só isso. O objetivo, na verdade, foi criar um canal de relacionamento para sua nova atividade: a revenda de um inovador descascador de pinhão (porque, né: comê-lo é bom, o chato mesmo é descascar).
Prestes a completar um ano na empreitada, Montenezzo não tem do que reclamar. "Estou atolado de encomenda. É mensagem por e-mail e WhatsApp o tempo todo", afirma. O revendedor tem suado para dar conta dos pedidos, que já não se restringem aos estados do Sul - região onde a semente é mais consumida. "Já mandei para o Rio de Janeiro, Goiás, Bahia - não sei o que vão fazer com uma máquina de pinhão por lá - e até no exterior."
A invenção é de José Carlos Scain, diretor da Metalúrgica Scain, usina de Caxias do Sul especializada em máquinas para corte de bobinas. "Era uma ideia que eu tinha. Comecei a fazer esse aparelho há uns oito anos, mas só de brincadeira", ele conta. "Daí, a coisa foi sendo divulgada, o pessoal foi pedindo, eu fui aperfeiçoando, e hoje está no portfólio da empresa", acrescenta.
O descascador, feito de aço e revestido por zinco, deve estar fixado a uma estrutura - geralmente uma mesa. O funcionamento é manual. Basta colocar o pinhão (cozido ou assado, desde que esteja quente) na bandeja de entrada, girar a manivela fazendo com que a casca seja puxada pelas engrenagens e pronto: o pinhão sai descascado perfeitamente pela frente, e as cascas são eliminadas pelo outro lado (veja o vídeo abaixo). Diretamente no site da Scain, o produto custa R$ 139,00.
Devido à sazonalidade do pinhão, a maior demanda pelo descascador ocorre nas épocas frias. A previsão desta temporada é vender 5 mil máquinas. "Apesar de ter pouco pinhão, estamos bem", diz Scain. É que a safra deste ano foi 40% menor em comparação com 2015 aumentando uma média de 20% o preço do quilo do pinhão nos supermercados.
Mesmo assim, o descascador segue fazendo sucesso. Nas redes sociais, uma das demonstrações da máquina feita por Montenezzo na Apaixonados por pinhão recebeu 12 mil comentários, 26 mil curtidas, 110 mil compartilhamentos e 6,8 milhões de visualizações. "Esse negócio da página me gerou uma correria", analisa. "Mas é melhor assim", se despede o revendedor, indo organizar os novos pedidos do dia.
Descascador de pinhão, máquina produzida pela Metalúrgica Scain, de Caxias do Sul. Cred Metalúrgica Scain-divulgação.jpg
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( 1 )
  1. Rose Lembo

    olá, comprei um descascador de pinho com voces e no sei o que estou fazendo de errado. O pinho no esta sendo descascado e sim amassado. Ser que eu cozinhei muito?????? Tento descascar ele aquecido. O que estou fazendo de errado? Me dem uma luz, caso contrario o descascador esta inutilizado.Estou no aguardo. Atenciosamente Rose Lembo tiaronota10@hotmail.com

Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio