Assinantes pagarão mensalidade e terão direito a peças por sete dias, explica Carolina Assinantes pagarão mensalidade e terão direito a peças por sete dias, explica Carolina Foto: MARCELO G. RIBEIRO/JC

Netflix de roupas chegará à Capital

Serviço de assinatura de vestuário será oferecido através de aplicativo e deve ser lançado em junho

Viabilizar o aluguel de roupas e acessórios durante uma semana e, após sete dias, trocar o kit antigo por um novo. Essa é a proposta do We Closet, projeto que segue uma tendência mundial e está sendo desenvolvido em Porto Alegre pela estudante de Processos Gerenciais da Faculdade QI Carolina Niederauer, de 23 anos.
"A proposta é que as pessoas se tornem mais conscientes sobre o consumo, e que possam ter mais por menos ao compartilhar uma mesma peça", explica Carolina.
A ideia de vestuário compartilhado começou na Holanda, como se fosse uma biblioteca de roupas. Em 2015, chegou ao Brasil, nos estados de São Paulo e Minas Gerais.
Há quem classifique a opção como Netflix de roupas, ou Armário Compartilhado. Unindo o gosto por moda com o desejo de empreender, Carolina criou o We Closet - ainda em fase de incubação.
Ela conta que, no conceito inicial, o foco eram roupas para festas, mas percebeu que o público-alvo possuía outras necessidades. Em 2015, quando participou da Maratona de Empreendedorismo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), teve a oportunidade de detalhar um plano, contar com consultorias especializadas e realizar uma pesquisa de mercado.
Ao contrário do que pensava, o estudo identificou que, entre mulheres das classes B e C, de 18 e 25 anos, havia não só a necessidade de ter mais opções de roupas para eventos, mas também para o dia a dia.
"As meninas tinham muito interesse em peças casuais para poderem utilizar em uma entrevista de emprego, local de trabalho e happy hour", revela Carolina.
O projeto, idealizado para aplicativo, irá custar R$ 10 mil e deve ser lançado em junho deste ano. Inicialmente, serão dois planos de mensalidade.
O primeiro dará direito a um número menor de roupas por semana, e custará R$ 50,00. O segundo oferecerá mais opções, incluindo acessórios.
(>> A página de fomentação da ideia no Facebook - com um nome de teste - pode ser acessada aqui
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

Receba no seu email todas as notícias sobre empreendedorismo. Cadastre-se:





Mostre seu Negócio
Redes Sociais