Porto Alegre, quinta-feira, 23 de setembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
939173
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
939173
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
939173
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Eleições Notícia da edição impressa de 24/07/2012

Internet amplia ação das campanhas em Porto Alegre

Plataformas digitais ganham força na disputa por votos entre as coligações na Capital gaúcha

Fernanda Nascimento

A internet se tornou um espaço de disputa cada vez maior nas campanhas eleitorais. Em 2012, todos os candidatos à prefeitura municipal de Porto Alegre irão utilizar sites ou redes sociais em suas campanhas. As estratégias são diferentes: enquanto alguns candidatos contratam equipes de profissionais especializados, outros apostam na comunicação por e-mail, mas todos confiam na militância colaborativa para divulgar suas propostas de governo.

Um dos candidatos que iniciou a preparação com mais antecedência foi Adão Villaverde (PT). Em março, uma equipe especializada em comunicação digital começou o trabalho de elaboração de uma estratégia específica para sua campanha. Segundo a coordenadora das Redes Sociais da campanha, Fabiana Iglesias, a partir de pesquisa foi possível constatar que os hábitos de consumo da população na internet exigem transparência do candidato, para que, a partir disso, haja envolvimento no projeto político. “Internet não é palanque, nem espaço para mentira, internet é local de engajamento”, afirma.

A avaliação é compartilhada pelo coordenador de Comunicação da campanha de Manuela d’Ávila (PCdoB), Clomar Porto. Ele acredita que o trabalho na internet deve potencializar a participação das pessoas na campanha. “O nosso vértice é gerar ativismo”, assegura. Como diferencial, a equipe coordenada por Porto pretende transformar a página na internet em um agregador de conteúdos, vinculando diferentes redes sociais e ferramentas.

A reunião de conteúdos também é uma máxima para os criadores do site do candidato José Fotunati (PDT).

Segundo o coordenador de Web e Mídias Sociais, Tiago Chavier, o espaço é uma plataforma multimídia para a qual convergem todos os canais de inserção do candidato. “Não queremos um site muito formal, tradicional de campanha, queremos um site funcional”, explica. As principais apostas da equipe são a utilização de uma webTV - canal que reúne vídeos e apresenta em tempo real algumas atividades do candidato - e a dinamicidade do site.

O site do candidato Roberto Robaina (P-Sol) ainda não está no ar. A equipe de campanha trabalha na construção de uma plataforma de convergência das ações (www.poa50.com.br). O coordenador de Campanha na Internet, Rodolfo Mohr, afirma que estratégias utilizadas pela candidatura presidencial de Plínio de Arruda Sampaio (P-Sol) em 2010, devem ser repetidas. “Vamos utilizar ferramentas colaborativas, como a Twitcam (ferramenta de vídeo disponível no Twitter)”, explica.

Outro candidato que prevê o lançamento do site de campanha para os próximos dias é Wambert Di Lorenzo (PSDB). Ele já mantém páginas pessoais na internet e, segundo sua assessoria, seu site (www.wambert45.com.br) terá como proposta a aposta na facilidade de navegação. No espaço, também será possível encontrar links de acesso às redes sociais. 

Jocelin Azambuja (PSL) também tem previsão de lançamento de sua página na internet (www.jocelinprefeito17.com.br) para os próximos dias. Além do site, o candidato pretende trabalhar nas redes sociais, mas aposta no envio de e-mails para alcançar os eleitores. “Antigamente, tínhamos a carta e hoje em dia é o e-mail que nos mantém próximos das pessoas”, acredita. Além da facilidade na comunicação, Jocelin destaca a importância das redes sociais para campanhas com orçamento mais reduzido.

Entre os sete candidatos, somente Érico Corrêa (PSTU) não pretende criar um site. A coordenação de campanha do candidato avalia que o trabalho será intenso nas redes sociais, em plataformas como Facebook e Twitter. O PSTU acredita também no potencial de divulgação do trabalho realizado por militantes do partido, que compartilham em canais como o Youtube imagens da campanha.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Lewandowski rebate Cunha e reafirma que normas sobre doação valerão em 2016
Segundo o presidente do STF, a decisão do Supremo será aplicada em 2016 sem que sejam possíveis questionamentos jurídicos sobre a questão
TSE perdoa multa de José Serra
A então relatora, ministra Nancy Andrghi, multou José Serra e Roberto Jefferson em R$ 5 mil cada, além de multar o PTB em R$ 7,5 mil
Partidos intensificam as articulações para 2016
Ao menos 10 legendas cogitam lançar candidato próprio em Porto Alegre
OAB pede que Supremo proíba financiamento empresarial de campanha já em 2016
OAB protocolou ação cautelar no STF para proibir o financiamento empresarial de campanha já nas eleições municipais de 2016