Porto Alegre, quarta-feira, 16 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
20°C
26°C
16°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1550 4,1570 0,21%
Turismo/SP 4,1200 4,3700 0,27%
Paralelo/SP 4,1300 4,3600 0,22%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
932806
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
932806
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
932806
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR
Palavra do Leitor Roberto Brenol Andrade
opiniao@jornaldocomercio.com.br

Palavra do Leitor

Coluna publicada em 06/07/2012

Justiça

A ministra Eliana Calmon, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), inspecionou, com comitiva, o Tribunal de Justiça/RS. Ela alegou que não interfere nas decisões jurídicas tomadas nos tribunais. Contudo, interessa ao cidadão o questionamento da retirada do crucifixo, que fere a Constituição e as questões da ideologia do gênero, que são tomadas em desrespeito aos Dez Mandamentos, que são imutáveis. Constatamos que objetivam promover reformas graduais (aplicações do PNDH-3) até o ponto em que o espírito público, as leis e os costumes “evoluídos” aceitem traumas e a degringolada da família cristã. Constatamos que a imoralidade tem direitos, a moralidade, não. (José Nestor Klein, contador)

Taxistas

Eu não sei qual o interesse de pessoas em falar que a frota de táxis em Porto Alegre é insuficiente. A EPTC chegou à conclusão de que o número de táxis está de acordo com o número de usuários. Inclusive o senhor Vanderlei Cappellari, presidente da EPTC, deu entrevistas afirmando que o número de táxis é suficiente. Agora algumas pessoas dizem que os taxistas trabalham quando querem. Isso é maldade, pois só dos táxis que eles vivem para sustentar suas famílias. Além disso, a profissão é muito penosa. Cada vez que sai para o trabalho, sua família nunca sabe se vai voltar vivo ou morto. Eu mesmo já fui assaltado várias vezes. Felizmente, levaram só o dinheiro. (Guilherme Santa Helena, taxista)
 
Violência

É incrível como os filmes feitos em Hollywood só falam e mostram violência. Parece que os norte-americanos têm uma tendência e uma cultura à violência. Também parecem ter uma obsessão por mostrarem Nova Iorque sendo destruída. Tanto mostraram que aconteceu o ataque ao World Trade Center, hoje em reconstrução. (Paulo de Tarso Hartmann, Porto Alegre)

Bancos

Manchete de jornal: bancos são vítimas de golpe de R$ 1 milhão. Sem querer fazer apologia à delinquência, esta quantia é insignificante considerando-se as barbaridades praticadas pelos banqueiros com a conivência do sistema dominante. Pergunto: e os vários bancos que faliram de forma fraudulenta, causando um prejuízo incalculável aos investidores e aos cofres públicos, mais recente o caso do Banco Panamericano, que foi absorvido pelo Caixa Federal em uma jogada política? Eles vivem nababescamente, sem qualquer tipo de punição, numa afronta ao cidadão de bem. Por favor, não sejamos hipócritas. (Gentil Pazzini, Porto Alegre)

Na coluna Palavra do leitor, os textos devem ter, no máximo, 500 caracteres, podendo ser sintetizados. Os artigos, no máximo, 2 mil caracteres, com espaço. Os artigos e cartas publicados com assinatura nesta página são de responsabilidade dos autores e não traduzem a opinião do jornal. A sua divulgação, dentro da possibilidade do espaço disponível, obedece ao propósito de estimular o debate de interesse da sociedade e o de refletir as diversas tendências. 

Na coluna Palavra do leitor, os textos devem ter, no máximo, 500 caracteres, podendo ser sintetizados. As cartas publicadas com assinatura nesta página são de responsabilidade dos autores e não traduzem a opinião do jornal. A sua divulgação, dentro da possibilidade do espaço disponível, obedece ao propósito de estimular o debate de interesse da sociedade e o de refletir as diversas tendências.
COMENTÁRIOS
julio cesar de souza cabral - 06/07/2012 - 04h04
O catamara ja e um sucesso. Portanto ja e hora da prefeitura adquiri outrose criar outras linhas alternatovas.


julio cesar de souza cabral -
06/07/2012 - 04h14
Comecou o festival da mentira, nao o de nova brescia mas, sim o dos candidatos a vereadores e prefeitos. Daqui pra frente teremos de suportas as eleicoes tudo que e tipo de coisa exdruxula e asneira. Obs: SER PUDER E QUERRE TAPE OS OUVIDOS E FECHE OS OLHOS NESTA FATIDICA HORA DE BESTEIROL.


julio cesar de souza cabral -
07/07/2012 - 13h11
Tempos atras o dep- departamento de esgotos pluviais, fazia a.limpeza das bocas de lobo.retirando terra ou outro tipo de entulho. Atualmente esta pratica nao e exercida pelo DEP- motivo que gostaria de saber.


julio cesar de souza cabral -
08/07/2012 - 20h31
Solcito para que a secretaria municipal dos transportes - smt, fiscalize com mais atencao o cumprimento de horarios por parte das empresas de onibus.

imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
Tarifa de ônibus
É dever do Estado quebrar este círculo vicioso e incentivar o uso do transporte público
Passeatas
Em junho deste ano, tivemos grandes passeatas com manifestações políticas maciças, mas pacíficas
Xi Jinping - China
Na edição do Jornal do Comércio de 24/10/13, no Frases e Personagens, consta a saudação aos executivos de grandes empresas globais por Xi Jinping, presidente da China
Cais Mauá e esperança
Várias manifestações foram editadas nesta coluna Palavra do Leitor sem um pronunciamento do poder público