Porto Alegre, quinta-feira, 28 de outubro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
956771
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
956771
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
956771
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

INFRAESTRUTURA Notícia da edição impressa de 04/07/2012

Trensurb prevê finalizar aeromóvel até dezembro

Patrícia Comunello

JOÃO MATTOS/JC
Oskar Coester, idealizador do veículo, considera viável o prazo estabelecido para finalização
Oskar Coester, idealizador do veículo, considera viável o prazo estabelecido para finalização

A direção da Trensurb agendou para 20 de dezembro a conclusão do primeiro aeromóvel brasileiro. A conexão com quase um quilômetro, entre o Aeroporto Internacional Salgado Filho e a estação do trem metropolitano, em Porto Alegre, poderá ser aberta a passageiros em janeiro. O calendário foi admitido ontem pelo gerente de desenvolvimento de engenharia da estatal, Sidemar Francisco da Silva. A intenção dos executantes é cumprir a meta, após dois adiamentos devido a problemas na implantação do investimento de R$ 33,8 milhões, transformando o aeromóvel no presente de Natal para a cidade.

A etapa final do projeto será a conclusão das duas estações, situadas nas pontas do sistema e que começaram a ser construídas no começo de junho. Em agosto, a empresa que gerencia a obra, a Aeromóvel Brasil, projeta concluir a montagem da via elevada. Silva detalha ainda que, em outubro, os dois veículos de transporte (um carro para 150 passageiros e outro para 200) já estarão nos trilhos, o que permitiria dar a largada na integração com os demais componentes. No mês seguinte, a expectativa é começar a fazer os testes da automação e dos demais itens que compõem a tecnologia e operação. “Teremos mais de um mês de testes, colocando para início de janeiro a liberação. Todo sistema novo precisa de ajustes”, justifica o gerente da estatal.

A projeção do novo cronograma foi feita em reunião na semana passada entre a direção da Trensurb e a Aeromóvel Brasil, que faz a fiscalização e gerenciamento da implantação. Silva diz que não foi definido se haverá um ato oficial para marcar a entrega. “A inauguração será só quando o equipamento estiver pronto para transportar os usuários”, preveniu o gerente. Segundo o atual estágio, 79% da via elevada e dos sistemas de controle e propulsão e da composição dos trilhos estão completados, 84% da fabricação dos veículos e 7% das estações. O aeromóvel integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e é a obra mais avançada do pacote de mobilidade para a Copa do Mundo de 2014, que terá uma das sedes na Capital.

Na trajetória da execução, o mais recente aditivo ocorreu no contrato da fabricação dos veículos, que não implicou em aumento do valor, assegurou Silva. A T’Trans, que confecciona as encomendas em sua unidade em Três Rios, no Rio de Janeiro, reforçou a estrutura física dos carros, feitos de fibra de carbono, e acrescentou freios ABS. “Isso garantirá freada mais precisa. O projeto foi aprimorado”, valoriza o gerente. As melhorias ampliaram em seis meses a conclusão, que coincide com as demais etapas. O coordenador de contratos da T’Trans, Luiz Fernando Pereira, justificou que a execução é demorada pois o processo é artesanal e ainda não havia referência de construção em escala comercial no Brasil. “Aqui usamos mais aço na composição de trens, já no exterior é comum uso de fibra”, contrasta.

Já na sede da metalúrgica Coester, em São Leopoldo, estão encaixotados, à espera da transferência para a via elevada, os componentes mecânicos e elétricos do conjunto da propulsão, a ser instalado nos trilhos e que movimentará os veículos. Além disso, um protótipo do novo modelo de veículo é usado para testes. O equipamento, cujo motor foi construído em Caxias do Sul e o restante do pacote tecnológico foi montado no Rio, chegou há cerca de 15 dias em duas carretas. O volume deve-se à existência de dois conjuntos iguais, que operarão em sistema de redundância. “Se um falhar, o outro é acionado”, esclarece o criador do aeromóvel, Oskar Coester. O conjunto será instalado em cada ponta da extensão, nas estações de máquinas. O pai da tecnologia, que até hoje só foi implantada em Jacarta, capital da Indonésia, na Ásia, considera que o término da montagem em 20 de dezembro é viável, desde que nada mais aconteça fora do projetado.

COMENTÁRIOS
Marco Antônio Machado - 04/07/2012 - 10h48
Excelente notícia, pois integrará o aeroporto ao eixo Porto Alegre - Novo Hamburgo, de modo a evitar a utilização da congestionada BR116; eu espero que seja o primeiro de muitos na cidade. Att. Marco Antônio


Fernando Noronha -
04/07/2012 - 11h24
FINALMENTE !!!! Foram precisos quantos anos para os brasileiros acreditarem nesta tecnologia?


Jorge -
20/01/2013 - 20h27
Várias vezes adiado além do contrato aditivado. Só um fanático não vê que não vai funcionar, que é um golpe!

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Expectativa é movimentar mais de 34 milhões de toneladas neste ano
Porto do Rio Grande sente pouco os efeitos da crise
Licitação foi autorizada, disse Westphalen
Edital para dragagem do canal do Sangradouro sai em setembro
Quarta faixa vai da Arena do Grêmio até praça de pedágio de Gravataí
Nova pista da Freeway fica pronta em novembro
Muniz prevê que concessão de mais 6,5 mil quilômetros em dois anos
Concessões de rodovias devem ter R$ 55 bilhões