Porto Alegre, sábado, 27 de novembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
109685
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
109685
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
109685
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ELEIÇÕES Notícia da edição impressa de 26/06/2012

Democratas e PPS fecham com José Fortunati

Fernanda Bastos

ANTONIO PAZ/JC
Pedetista (c) comemora consolidação da aliança com o Democratas
Pedetista (c) comemora consolidação da aliança com o Democratas

O candidato à reeleição José Fortunati (PDT) participou, ontem, das convenções de duas legendas que compõem o leque de alianças de sua coligação, o DEM e o PPS, que fez ato conjunto com a Frente Política Cidadã, composta ainda por PMN, PTdoB e PRTB. Ao todo dez partidos integram a aliança encabeçada por Fortunati: PDT, PMDB, PTB, PP, PPS, DEM, PRB, PMN, PTdoB e PRTB.

O DEM tinha intenção de lançar a candidatura do deputado estadual Paulo Borges, mas, na semana passada, desistiu do projeto para ingressar na aliança do pedetista. Ontem, no encontro, Fortunati agradeceu o apoio da legenda e prometeu empenho para eleger o maior número de candidaturas a vereador dos partidos aliados. “Ao contrário do que estão dizendo, não houve discussão de cargos ou partilha qualquer”, afirmou, rebatendo as críticas de adversários que acusam o pedetista de ter conseguido formar a ampla aliança com base na repartição de cargos.

Fortunati ainda comentou que irá incorporar as sugestões da legenda ao seu programa de governo. Ontem pela manhã, o prefeito coordenou a primeira reunião com os presidentes dos partidos que integram a composição para deliberar sobre a construção da proposta de gestão. “Estamos fazendo uma série de ações, mas reconhecemos que a cidade tem problemas. Queremos avançar.”

A estratégia da coordenação de campanha do prefeito é unir as campanhas dos vereadores - os partidos aliados terão ao todo 250 candidatos - a do prefeito. “Queremos casar as campanhas de vereadores e vereadoras com a majoritária, porque são eles que estão na base”, explicou.

Mesmo com a toda a cobrança feita por outros candidatos ao paço municipal do uso da máquina, o pedetista não pretende se licenciar do cargo para fazer campanha. Fortunati disse que irá utilizar o tempo livre entre as atividades na prefeitura.  “Por enquanto, a decisão é de permanecer e utilizar os finais de semana, meio dia, final da tarde ou noite”, afirmou.

Na convenção, o vice de Fortunati na chapa, vereador e presidente do PMDB municipal, Sebastião Melo, também louvou a adesão do DEM. “Isso é um grande gesto. O PMDB podia ter olhado para si mesmo e ter tido candidato, que não faltavam. Mas pensamos o melhor para a cidade”, comparou.

O vereador, Reginaldo Pujol (DEM) frisou que a decisão de abandonar a candidatura própria veio da avaliação da comissão eleitoral da legenda, que levou em conta a escassez de recursos. “Só adiamos um projeto futuro”, consolou. O ex-deputado Germano Bonow elogiou a chapa formada por Fortunati e Melo que, para ele, “não precisam ser apresentados” à população, por serem conhecidos dos porto-alegrenses. “Todos sabem da experiência de Fortunati, do que já fez e conseguiu”, avaliou.

O DEM irá fazer coligação com PPS, PTdoB, PRTB e PMN. Paulo Borges, que é presidente municipal da legenda, destaca que o partido está indicando 31 candidatos a vereador e estima que possa eleger de quatro a cinco dos nomes da sigla.

Pedetista se reuniu com siglas para debater plano de governo

Keli Lynn Boop

O candidato do PDT e prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, reuniu-se no final da manhã de ontem com os representantes dos dez partidos que integram a coligação da chapa majoritária. Na pauta, as sugestões para o plano de governo da aliança e a formação do conselho político para a campanha. De acordo com Fortunati, a intenção é realizar encontros com entidades representativas e setores da sociedade para buscar sugestões que possam ser incorporadas ao plano.

O coordenador do grupo de trabalho será o candidato a vice-prefeito, Sebastião Melo (PMDB). “Fizemos hoje (ontem) o esboço desse documento, reunimos todos os partidos políticos da base e estamos repassando a eles esse pré-documento, que vai receber as contribuições das direções partidárias e das bancadas de vereadores.” A lei eleitoral exige que ao registrar a candidatura majoritária, seja apresentada também uma proposta de governo. O prazo para o registro da chapa termina em 5 de julho, véspera do início oficial da propaganda eleitoral das eleições brasileiras.

Estão previstas várias reuniões com o grupo de trabalho que deve estar, até o final de semana, com a redação do documento do plano de governo finalizada. Sobre a estratégia de campanha, afirmou que o tema não estava em pauta ontem, pois, por enquanto, é urgente “registrar as candidaturas e dividir essas responsabilidades com os partidos”. “A estratégia de campanha esta sendo discutida permanente, mas evidentemente o prefeito vai dar seguimento a esse debate.”

Quanto ao conselho político, Sebastião Melo adiantou que o grupo se reunirá semanalmente para dar a linha política da campanha. “Os partidos terão assento igualitário e vão indicar uma pessoa para estar dentro do comitê central para traduzir a campanha na prática, nas ruas e na mobilização.” A sede do comitê, que deve inaugurar na segunda quinzena de julho, será no antigo Cine Avenida, na esquina da João Pessoa com a Venâncio Aires, repetindo o local onde ficou baseada a campanha da chapa majoritária, José Fogaça-José Fortunati, em 2008.

PT rejeita recurso e prefeito de Recife cogita deixar a legenda

O PT rejeitou ontem o recurso do prefeito de Recife, João da Costa, contra a decisão do partido de excluí-lo das eleições deste ano. Em votação no Diretório Nacional da sigla, o pedido foi derrubado com um placar de 49 votos contra e 19 a favor. Houve três abstenções. Agora, Costa poderá recorrer à Justiça. Ele cogita deixar o PT.

O PT, que governa Recife há 12 anos, enfrenta uma crise interna em Pernambuco. Uma intervenção da cúpula nacional do partido vetou a candidatura à reeleição do atual prefeito e entregou ao senador Humberto Costa a pré-candidatura da sigla.

PMDB decide apoiar nome do PSB em Recife

Opositor do governo Eduardo Campos, o PMDB de Pernambuco anunciou ontem a sua adesão ao candidato do PSB à prefeitura do Recife, Geraldo Júlio, desistindo da pré-candidatura do deputado federal Raul Henry. A decisão foi tomada, de acordo com nota, por entender que “quem representa hoje a possibilidade de mudança da atual situação de abandono da cidade é a candidatura do PSB”.

“É adequado reconhecer que o governador Eduardo Campos tem realizado um trabalho para melhorar a vida da população com elevada aprovação dos pernambucanos, num esforço que dá continuidade às transformações iniciadas pelo ex-governador Jarbas Vasconcelos, que requalificou a infraestrutura do Estado e começou o processo de atração de investimentos”, destaca o texto, encerrando o antigo antagonismo.

PCdoB oficializa recuo de Netinho em prol de Haddad

O PCdoB oficializou ontem a desistência da candidatura a prefeito de São Paulo do vereador Netinho de Paula. O partido irá apoiar o petista Fernando Haddad na disputa pela prefeitura de São Paulo. O acordo foi selado na sede do Instituto Lula. O encontro durou cerca de uma hora e meia e teve a presença do ex-presidente Lula, Haddad, Netinho e de dirigentes dos dois partidos.

A presidente estadual do PCdoB, Nádia Campeão, é a mais cotada para substituir a deputada Luiza Erundina (PSB-SP) como candidata a vice-prefeita na chapa petista. Com a adesão do PCdoB, o vereador Netinho deve concorrer à reeleição na Câmara Municipal. Pelo acordo negociado com a campanha de Haddad, PT, PSB, PP e PCdoB dividirão chapa nas eleições para vereador.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Lewandowski rebate Cunha e reafirma que normas sobre doação valerão em 2016
Segundo o presidente do STF, a decisão do Supremo será aplicada em 2016 sem que sejam possíveis questionamentos jurídicos sobre a questão
TSE perdoa multa de José Serra
A então relatora, ministra Nancy Andrghi, multou José Serra e Roberto Jefferson em R$ 5 mil cada, além de multar o PTB em R$ 7,5 mil
Partidos intensificam as articulações para 2016
Ao menos 10 legendas cogitam lançar candidato próprio em Porto Alegre
OAB pede que Supremo proíba financiamento empresarial de campanha já em 2016
OAB protocolou ação cautelar no STF para proibir o financiamento empresarial de campanha já nas eleições municipais de 2016