Porto Alegre, segunda-feira, 16 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
27°C
28°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1070 4,1090 0,36%
Turismo/SP 4,0400 4,2900 0,74%
Paralelo/SP 4,0500 4,2800 0,69%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
136166
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
136166
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
136166
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

GOVERNO FEDERAL Notícia da edição impressa de 05/06/2012

Dilma reúne ministros para discutir investimentos

Depois do anúncio de mais um fraco desempenho do PIB de apenas 0,2% no trimestre, a presidente Dilma Rousseff convocou duas grandes reuniões no Palácio do Planalto nesta segunda-feira. A primeira, pela manhã e, a segunda, com oito ministros, além do presidente do BNDES e integrantes da equipe econômica para discutir investimentos do governo para tentar assegurar um crescimento razoável da economia do País. Os dados já apontam que o crescimento poderá não chegar nem aos 3% e repetir o desempenho de 2011, quando foi registrado o "pibinho" de 2,7%. No Planalto, no entanto, ninguém quis falar sobre o encontro.

Na reunião da noite, que começou por volta das 18h30 e terminou pouco depois das 21 horas. A presidente Dilma quer tomar medidas pontuais, em áreas que estão com problemas de execução de projetos, para acelerar o crescimento. Por isso, Dilma convocou os ministros da Fazenda, Guido Mantega, da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, do Planejamento, Miriam Belchior, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e da Educação, Aloizio Mercadante.  Também participaram do encointro  o presidente do BNDES, Luciano Coutinho,  o secretário do Tesouro, Arno Augustin e o  o secretário do Tesouro, Arno Augustin.

A presidente quer fazer um balanço do cronograma de execução das obras nos ministérios das Cidades, Integração, Educação e Transportes para acelerá-las como forma de assegurar índices de crescimentos mais concretos para a economia.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Governo começa a anunciar medidas para corte de gastos amanhã, diz Delcídio
O primeiro anúncio será a redução de custeio dos ministérios, que serão reestruturados e terão contratos de prestação de serviço revistos para cortar gastos
Joaquim Levy indicou que há possibilidade de o governo pedir mudanças em leis
Se houver mais imposto para tornar País mais forte, pessoas entenderão, diz Levy
Wagner admitiu que o comportamento de Cunha é uma preocupação do governo
Ministro diz que Cunha não deve transformar Câmara em bunker da oposição
O mercado e as agências têm avaliado o Plano Levy em relatórios oficiais
Guerra na Câmara põe risco a ajuste de Joaquim Levy