Porto Alegre, quinta-feira, 23 de setembro de 2021.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
155953
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
155953
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
155953
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ELEIÇÕES Notícia da edição impressa de 04/06/2012

Ato formaliza aliança em torno de Fortunati

Alexandre Leboutte

MARCO QUINTANA/JC
José Fortunati e Sebastião Melo foram aplaudidos por lideranças e militância dos nove partidos
José Fortunati e Sebastião Melo foram aplaudidos por lideranças e militância dos nove partidos

Quando o prefeito e pré-candidato a prefeitura da Capital, José Fortunati (PDT), chegou à sede do partido, na rua Félix da Cunha, às 11h da manhã de ontem, a calçada e o entorno estavam tomados de lideranças, militantes e bandeiras das nove siglas que formalizaram a união em torno de seu nome - e de Sebastião Melo (PMDB) como vice -, na chapa que deverá ser homologada neste mês. Estavam ali - PDT, PMDB, PTB, PPS, PMN, PRTB, PRP, PTdoB e PRB - para o ato de lançamento da coligação. Quando todos se dirigiram para o auditório, no terceiro piso do prédio, os 350 lugares não deram conta e grande parte da militância teve de ficar em pé, espremida do jeito que dava.

Último a falar no encontro, que durou quase três horas, Fortunati destacou a ampla composição. “Todas as siglas são fundamentais. Umas com uma caminhada maior, outras menor”, disse citando uma a uma. “Espero poder contar também com o PP. Partidos não se fazem só com lideranças. Uma andorinha sozinha não faz verão”, disse, enaltecendo a força dos militantes, mas também dando a entender que tratava da movimentação da senadora Ana Amélia Lemos (PP), que conduz uma cruzada para levar o partido a apoiar Manuela d’Ávila (PCdoB).

O pedetista destacou que Porto Alegre é reconhecida como um exemplo de gestão moderna, citou obras e argumentou que a candidatura de Porto Alegre para a Copa de 2014 não foi em função do futebol, mas pela possibilidade de receber recursos. “Conseguimos mais de R$ 500 milhões para obras de mobilidade”, ressaltou. Fortunati pediu que a militância não se deixasse levar por pesquisas e que esta seria uma campanha com “um debate eleitoral extremamente complexo”, e que era preciso reconhecer a força dos adversários.

O evento foi coordenado pelo deputado federal Vieira da Cunha (PDT), que, na abertura, se enganou ao contabilizar o número de legendas. “O ato que hoje formaliza esta aliança com dez partidos é o início da caminhada que vai levar o prefeito José Fortunati a vencer as eleições e continuar à frente da prefeitura de Porto Alegre”, afirmou.

O engano pode ter sido proposital, pois o presidente municipal em exercício do PP, vereador Kevin Krieger, prestigiava o encontro e fazia parte da mesa de abertura. Chamado a falar, enquanto dezenas de bandeiras tremulavam no recinto lotado, Krieger declarou que “gostaria de estar vendo as bandeiras do PP nessa composição séria e coerente”. O Partido Progressista decide no próximo dia 11 entre o apoio a Fortunati ou a Manuela. “A decisão do dia 11 será a reafirmação da lealdade, da coerência e da competência”, reforçou, tentando prever que a legenda apoiará o atual prefeito. “Nos ofereceram mundos e fundos”.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Lewandowski rebate Cunha e reafirma que normas sobre doação valerão em 2016
Segundo o presidente do STF, a decisão do Supremo será aplicada em 2016 sem que sejam possíveis questionamentos jurídicos sobre a questão
TSE perdoa multa de José Serra
A então relatora, ministra Nancy Andrghi, multou José Serra e Roberto Jefferson em R$ 5 mil cada, além de multar o PTB em R$ 7,5 mil
Partidos intensificam as articulações para 2016
Ao menos 10 legendas cogitam lançar candidato próprio em Porto Alegre
OAB pede que Supremo proíba financiamento empresarial de campanha já em 2016
OAB protocolou ação cautelar no STF para proibir o financiamento empresarial de campanha já nas eleições municipais de 2016