Porto Alegre, sexta-feira, 06 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
29°C
17°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1810 4,1830 0,14%
Turismo/SP 4,1800 4,4280 0,68%
Paralelo/SP 4,1600 4,3800 0,22%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
988455
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
988455
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
988455
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

TRABALHO Notícia da edição impressa de 29/05/2012

Convênio busca inserção de dois mil jovens gaúchos

MARCELO G. RIBEIRO/JC
Tâmara, da SJDH, lembra que projeto busca evitar que jovens entrem no mundo do crime
Tâmara, da SJDH, lembra que projeto busca evitar que jovens entrem no mundo do crime

Um convênio firmado ontem entre o governo estadual e o Centro de Integração Empresa-Escola do Rio Grande do Sul (CIEE-RS) possibilitará que dois mil jovens gaúchos em situação de vulnerabilidade tenham a oportunidade de aprender uma profissão e de se inserir no mercado de trabalho. Trata-se do projeto Aprendiz Legal, que faz parte do Programa de Oportunidades e Direitos promovido pela Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos (SJDH).

O projeto visa a fornecer qualificação profissional, por um período de dois anos, aos jovens de 14 a 24 anos que estão inseridos dentro dos Territórios da Paz, que são as comunidades com os maiores índices de violência no Estado e que exigem uma atenção especial por parte do Poder Público. O convênio foi assinado ontem por Otto Beiser, presidente do CIEE-RS, e Fabiano Pereira, secretário da SJDH.

As aulas teóricas, que em Porto Alegre serão ministradas dentro da própria comunidade pelo CIEE-RS, serão complementadas pela prática profissional proporcionada pelas empresas. Segundo a Lei 1.097/2000, o quadro de trabalhadores das empresas deve ser composto por no mínimo 5% e no máximo 15% de menores aprendizes.

As aulas na Capital começam a partir de junho para 1,2 mil moradores em situação de risco da Lomba do Pinheiro, Restinga e Vila Cruzeiro. Outros 800 jovens também receberão qualificação em sete municípios gaúchos que também possuem Territórios da Paz: Canoas, Passo Fundo, Caxias, Santa Cruz, Alvorada, Esteio e Sapucaia. Nas empresas, eles receberão remuneração por hora trabalhada proporcional ao piso regional durante a duração do contrato.

Conforme Tâmara Biolo Soares, diretora da SJDH, este tipo de interferência é necessária para evitar que os jovens acabem indo para o caminho do crime. “Antes de autores de violência, nossas crianças e adolescentes são vítimas de todo tipo de violência, como exploração sexual e maus -tratos. Temos que mostrar que existe outro caminho. Queremos que esses jovens se tornem agentes transformadores da nossa sociedade”, comentou.

Pereira também lembrou de projetos semelhantes, como o que leva os cursos profissionalizantes para os internos da Fase. “Temos a meta de que os mil jovens que se encontram na Fase estejam trabalhando, estagiando ou fazendo algum curso profissionalizante até o final do ano.”

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Codefat regulamenta seguro-desemprego para empregados domésticos
A resolução será publicada amanhã (28) no Diário Oficial da União
TST define que dívidas trabalhistas devem ser corrigidas pelo IPCA-E
O Pleno do TST considerou, que a correção de valores trabalhistas que estão na justiça pela TRD é inconstitucional
Superintendência Regional do Trabalho interdita parte da montagem do Rock in Rio
O Rock in Rio irá ser realizado em setembro de 2015
Parceria com Sebrae pode ampliar oferta de emprego pelo Sine
A parceria deve ampliar o leque de possibilidades de emprego e por meio do empreendedorismo aumentar a participação formal de pessoas com renda própria e como intermediadores do trabalho