Porto Alegre, quarta-feira, 13 de novembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
30°C
28°C
18°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1850 4,1870 0,45%
Turismo/SP 4,1300 4,3900 0,45%
Paralelo/SP 4,1400 4,3800 0,45%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
133773
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
133773
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
133773
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR
Começo de Conversa Fernando Albrecht
fernando.albrecht@jornaldocomercio.com.br

Começo de Conversa

Coluna publicada em 25/04/2012

A Parker 51

ALFONSO ABRAHAM/DIVULGAÇÃO/JC

Totalmente reformado, o belo prédio da antiga Livraria do Globo veste gala luminosa à noite, contribuição das Lojas Renner para embelezar o Centro Histórico. É interessante observar a reação dos porto-alegrenses que viveram o auge da Rua da Praia. Outro dia, um sessentão postou-se à frente e lembrou que seu pai comprou na Livraria do Globo a primeira caneta-tinteiro Parker 51 que ele teve. A 51 era sonho de consumo naqueles tempos.

Contos Gauchescos I

Bela iniciativa da Panvel no seu Projeto 100 Anos de Contos Gauchescos, que objetiva desenvolver em jovens de escolas públicas estaduais e municipais o gosto pela leitura. O ponto de partida foi a constatação de que 44% das crianças chegam à quinta série do ensino fundamental sem saber ler e que a partir daí leem mas não entendem, os chamados analfabetos funcionais, despreparados para enfrentar os desafios da vida.

Contos gauchescos II

Pensando nessa enorme lacuna, a Panvel fez uma parceria com o SESC. Ela financiou a compra de três mil livros dos Contos Gauchescos e Lendas do Sul, de Simões Lopes Neto, enquanto o SESC entrará com a logística de distribuição dos livros e da apresentação do filme Contos Gauchescos, do cineasta Henrique Freitas Lima. A ideia é  estimular a leitura e posterior debate da obra nos alunos.

A emenda do soneto

O deputado Álvaro Boessio levou para discussão na bancada do PMDB a ideia de criação de que o Coredes (Conselhos Regionais de Desenvolvimento) administre os pedágios comunitários. Ele não vê a necessidade de criar mais uma estatal se os Coredes podem desempenhar este papel. De fato, ter mais uma autarquia é esquisito quando se tem o Daer, mas pretender que um negócio complicado como esse seja administrado por um conselho não é exatamente uma ideia brilhante.

Relações abaladas

Há muito tempo que os segurados dos planos de saúde sentem que algo não está certo na relação. As queixas dos médicos pela baixa remuneração recebida dos planos procedem. O duro é pagar um belo dinheiro para não precisar recorrer ao SUS e mesmo assim ter problemas com os credenciados dos planos de saúde. Por isso é justo o protesto de hoje promovido pelas entidades Cremers, Simers e Amrigs.

Glória britânica

Foi notável ontem a torcida pelo azarão inglês Chelsea no jogo contra o endeusado Barcelona. Quando do aniversário da guerra das Falklans-Malvinas, há dias, todos apoiavam a tese de que os argentinos deveriam ficar com as ilhas descobertas e colonizadas pelos malvados ingleses.

Vista da Riachuelo

PAULO PRUSS/DIVULGAÇÃO/JC

Já restaurada, a Igreja Nossa Senhora das Dores, na Rua da Praia, sempre é mostrada do mesmo ângulo, geralmente de frente para mostrar a imponência das escadarias. Esta foto foi obtida da rua Riachuelo e também mostra como valeu a pena investir na restauração.

O golpe do amor russo I

A internet aproxima corações solitários de todo o mundo, mas convém ficar de olho em golpes. Não existe amor grátis. O diretor de fomento da Câmara Brasil-Rússia, Jocelin Azambuja, tem sido muito procurado por gaúchos que pedem sua intervenção para facilitar a saída de belas russas que conheceram na internet e que alegam dificuldades para sair do país para casar com alguém daqui.

O golpe do amor russo II

Depois dos contatos e juras d e amor, as belas pedem dinheiro para a passagem, que é enviada. Em seguida, as “noivas” alegam que não podem embarcar porque existem outras taxas. As mais audazes dizem até que as autoridades russas exigem que elas tenham algum imóvel para obter visto de saída. Tudo isso é vigarice, é claro, mas paixão não enxerga um-sete-um nem que ele seja do tamanho de uma catedral. Então marcham.

Nem ordem, nem progresso

APOLOS PAZ/DIVULGAÇÃO/JC

A imagem que o brasileiro comum tem de Brasília é uma cidade suntuosa com muita ordem e progresso e símbolos pátrios respeitados. A foto desmente. E olha que não é de algum terreno baldio na periferia e sim em pleno Sudoeste, um bairro de gente abonada. E lá, como cá, as gambiarras fazem parte de qualquer cenário urbano.

Miúdas

  • VOLTAIRE Schilling fará palestra hoje/19h30min/Goethe sobre os 300 anos de nascimento de Frederico, o Grande.
  • TCE-RS já disponibiliza indicadores municipais em seu portal www.tce.rs.gov.br/
  • CIRURGIÃO Eduardo Keller Saadi ministra hoje conferências em congresso internacional de cirurgia endovascular em SP.
  • SOMAR recebeu o Prêmio Empresa Brasileira do Ano/mineração da Latin American Quality Institute.
  • NOVA Classe C e como conquistá-la é tema de palestra de Rubens Sant´Anna hoje/9h/Shopping Total.
COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
COLUNAS ANTERIORES
Um bunker no Centro Como pato na água O sumiço do telhado Ah, eu sou gaúcho!