Porto Alegre, domingo, 15 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
28°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1070 4,1090 0,36%
Turismo/SP 4,0400 4,2900 0,74%
Paralelo/SP 4,0500 4,2800 0,69%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
130462
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
130462
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
130462
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

ELEIÇÕES 2012 Notícia da edição impressa de 17/04/2012

PSD alia-se a Manuela para a disputa em Porto Alegre

Juarez Sant’Anna

MARCELO G. RIBEIRO/JC
Lideranças comemoraram aliança para a disputa de outubro
Lideranças comemoraram aliança para a disputa de outubro

A pré-candidatura da deputada federal Manuela d’Ávila (PCdoB) para a prefeitura de Porto Alegre ganhou mais um aliado. Em reunião-almoço, o recém-criado PSD formalizou ontem que apoiará Manuela nas eleições de outubro. A sigla estava dialogando com o PDT e o PT, mas decidiu se aliar à candidata comunista, que também já tem garantida a coligação com outra legenda, o PSB.

“Esse é um momento bem feliz da nossa candidatura porque o PSD é o segundo partido que oficializa o apoio e tem vereadores com atuações em diferentes áreas”, ressaltou Manuela.

Apesar da liderança do PCdoB nas mais recentes pesquisas de intenção de voto, o presidente do PSD em Porto Alegre, vereador Nelcir Tessaro, disse que estes resultados não foram preponderantes na decisão do partido. “Evidente que as pesquisas impulsionam, dão mais ânimo, mas não são o fator decisivo para uma coligação. As ideias dos partidos são a principal peça nas alianças”, afirmou.

O PSD postula a vaga de vice de Manuela e a executiva estadual, que é presidida pelo deputado federal Danrlei de Deus, já indicou o nome de Tessaro para compor na chapa da comunista. No entanto, a sigla desistirá desta tese se outra legenda com uma bancada maior na Câmara Municipal - como o PP - entrar na disputa.

Mesmo em caminhos diferentes no primeiro turno, Manuela não descarta uma possível coligação com os petistas, do pré-candidato Adão Villaverde, em um eventual segundo turno. “Se o PT não defende o apoio ao atual prefeito (José Fortunati), isto me faz deduzir que a candidatura de Villaverde está situada no mesmo campo que a minha e, portanto, devemos estar juntos em um segundo turno.”

Deputada federal terá reunião com a executiva municipal do PP em maio

Já com as alianças de PSB e PSD consolidadas, o próximo passo da pré-candidata do PCdoB para a prefeitura de Porto Alegre, deputada federal Manuela d’Ávila, será procurar o apoio do PP. A comunista terá na primeira quinzena de maio uma reunião com a executiva municipal progressista para apresentar o seu programa de governo.

O principal desafio de Manuela será convencer os integrantes do partido na Capital a apoiá-la nas eleições. O PP não definiu se irá manter a aliança com o prefeito José Fortunati (PDT) ou se realmente estará com o PCdoB em outubro. Mesmo ainda não tendo o apoio formal de todo o PP, a deputada conta pelo menos com a simpatia e empenho da maior liderança progressista no Estado, a senadora Ana Amélia Lemos.

“Nunca apresentei o meu programa de governo a eles (PP), não tenho uma valoração sobre o diretório municipal. Eles têm os receios deles, por compor a administração municipal. Mas o PP tem percebido que nossa candidatura não grita e desvaloriza as conquistas da cidade”, considerou Manuela.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
O candidato Luis Lauermann votou no Colégio Pio XII às 9h
Luis Lauermann é eleito o novo prefeito de Novo Hamburgo
Apoiadores de Tarcísio Zimmermann, do PT, fizeram carreata ontem
Campanha eleitoral tem início em três municípios
TSE determina apuração de gastos com horas extras de servidores do tribunal
Os gastos com horas extras no período eleitoral, em especial de setembro a novembro, foram maiores que nas eleições de 2010