Porto Alegre, terça-feira, 22 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
24°C
13°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1300 4,1320 0,29%
Turismo/SP 4,0900 4,3420 0,50%
Paralelo/SP 4,1000 4,3400 0,69%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
412420
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
412420
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
412420
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Palestina Notícia da edição impressa de 10/04/2012

Abbas quer retomar negociações

Presidente da ANP dará um mês a Netanyahu antes de recorrer à ONU novamente
JAAFAR ASHTIYEH/AFP/JC
Premiê Salam Fayyad é o responsável por entregar carta ao colega israelense
Premiê Salam Fayyad é o responsável por entregar carta ao colega israelense

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, dará um mês de prazo ao primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, para que as negociações de paz sejam retomadas, antes de retornar às Nações Unidas na busca pela admissão como Estado. A informação foi dada pelo próprio líder palestino a uma delegação de israelenses que representa a Iniciativa de Genebra, um plano informal de paz proposto em 2003 por grupos pacifistas de ambos povos, informou ontem o jornal Haaretz.

Na reunião, que aconteceu no domingo em Ramala, Abbas falou da carta que nos próximos dias enviará a Netanyahu por meio de seu primeiro-ministro, Salam Fayyad, para convidá-lo a voltar à mesa de negociações. Nela, sempre segundo a versão do jornal, exporá a postura palestina, que consiste basicamente em que Israel cesse antes toda a construção nos territórios que ocupa desde 1967.

O líder palestino acrescentou na reunião que dará a Israel um mês de prazo para responder ao seu convite e que, caso não receba uma resposta positiva, retomará a campanha que iniciou no ano passado nas Nações Unidas para ser admitido como Estado. “Não será uma simples carta. Também estará dirigida ao povo israelense e a todo o mundo, e conterá a postura palestina para um acordo de paz com Israel”, disse Abbas, segundo um dos participantes da reunião.

Em setembro do ano passado, os palestinos apresentaram à ONU um pedido formal para serem admitidos como Estado, uma solicitação que está estagnada no Conselho de Segurança pela ameaça de veto dos Estados Unidos. A alternativa que tem, e que Abbas mencionou como via de ação na reunião com o grupo israelense, é a de recorrer à Assembleia Geral para serem admitidos como estado não membro, no lugar do status de observador que possuem atualmente.

Netanyahu deve receber a carta amanhã das mãos de uma delegação liderada por Fayyad e da qual também farão parte o assessor presidencial palestino, Yasser Abed Rabbo, e o negociador-chefe Saeb Erekat.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Brasileiros da Missão Humanitária a Gaza são impedidos de entrar na Cisjordânia
O objetivo era levar apoio aos palestinos que vivem na região, que teve cerca de 96 mil residências destruídos e 2.272 mortos depois dos bombardeios de junho de 2014
Yasser Arafat não foi morto por envenenamento por polônio, dizem franceses
Especialistas franceses descartaram a teoria de que o líder palestino Yasser Arafat foi morto por envenenamento causado por Polonio radioativo
Hamas ainda prejudica o governo palestino, diz premiê
A Palestina está preparando o terreno para uma conferência de doadores no Cairo em outubro com o objetivo de angariar bilhões de dólares para a reconstrução da Faixa de Gaza
Em Gaza, moradores protestaram pedindo agilidade na reconciliação
Fatah e Hamas formarão governo