Porto Alegre, sábado, 21 de setembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
21°C
10°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1510 4,1530 0,26%
Turismo/SP 4,1200 4,3600 0,69%
Paralelo/SP 4,1300 4,3700 0,69%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
285763
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
285763
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
285763
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

AGRONEGÓCIOS Notícia da edição impressa de 10/04/2012

Frigoríficos gaúchos buscam ingresso no Sisbi

MARCO QUINTANA/JC
Facin detalhou funcionamento do sistema
Facin detalhou funcionamento do sistema

Até o final deste semestre pelo menos cinco empresas gaúchas já devem ter aderido ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi). Essa é a expectativa de Diego Facin, gestor do sistema junto à Coordenadoria de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Cispoa), que ontem participou de palestra sobre o tema organizada pelo Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados (Sicadergs).

Em setembro de 2011, os serviços de inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal administrados pelo governo do Estado através da Cispoa tiveram a sua equivalência reconhecida para adesão ao Sisbi, o que possibilita às empresas que já utilizam a estrutura de inspeção estadual comercializar sua produção em nível nacional. Antes da equivalência, para conseguir permissão de venda para todo o País era necessário um convênio entre o Ministério da Agricultura e a prefeitura do município onde a empresa se localiza.

Durante sua palestra, Facin esclareceu que as empresas que já utilizam a Cispoa e estão interessadas no Sisbi não precisarão fazer grandes investimentos para ganhar a adesão ao sistema nacional. “Todos que estão registrados na Cispoa estão aptos para fazer parte do Sisbi. Claro que serão feitas auditorias, para ver se as regras necessárias estão sendo cumpridas, mas se estão de acordo com a legislação estadual vigente já atenderiam aos requisitos federais.” Entretanto, segundo o gestor, algumas mudanças serão aplicadas no cronograma de análise de produtos, com a frequência passando de semestral para trimestral. Além disso, todas embalagens e rótulos destinados para comercialização fora do Estado deverão conter o selo do Sisbi.

Atualmente, em torno de 360 empresas de carne, leite, ovos e mel estão registradas na Cispoa. Destas, 170 são frigoríficos. No entanto, apenas uma (a Granja Pinheiros, de Presidente Lucena) já formalizou sua adesão ao Sisbi. Outras 16 apresentaram pedido oficial para entrar no sistema. De acordo com Facin, para atender à maior demanda de profissionais de inspeção que será criada com a entrada de mais empresas no sistema, o governo do Estado irá realizar, até o final do segundo semestre, um concurso público que criará cerca de 200 vagas. O presidente do Sicadergs, Ronei Lauxen, acredita que a adesão dos frigoríficos gaúchos ao Sisbi deve possibilitar bons negócios.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Anele diz que projeto Brazilian Rice ajuda a exportar arroz beneficiado
Projeto para exportar arroz beneficiado será estendido
Valor projetado para setembro é de R$ 0,814 o litro, aponta Conseleite
Preço do leite registra leve queda no Rio Grande do Sul
Aumento da umidade nos próximos dias vai retardar semeaduras
Clima ameaça a produtividade e o plantio
Agricultores participantes têm orientações para melhorar a produção
Programa incentiva boas práticas no meio rural