Porto Alegre, quinta-feira, 12 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
26°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1200 4,1220 0,65%
Turismo/SP 4,0800 4,3280 0,45%
Paralelo/SP 4,0900 4,3200 0,46%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
102757
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
102757
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
102757
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Olimpíada 2016 Notícia da edição impressa de 01/10/2009

Lula reforça candidatura carioca

Presidente desembarcou ontem em Copenhague e se encontra hoje com Jacques Rogge, do COI
Franck Fife/AFP/JC
Lula foi recepcionado por Pelé e pelos demais membros da delegação brasileira.
Lula foi recepcionado por Pelé e pelos demais membros da delegação brasileira.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou ontem em Copenhague, na Dinamarca, para reforçar a comitiva brasileira que defende a candidatura do Rio de Janeiro para a Olimpíada 2016. A escolha da sede dos Jogos será anunciada amanhã pelo Comitê Olímpico Internacional.

Lula chegou acompanhado por Michel Temer, presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Meirelles, presidente do Banco Central, e pelos ministros Orlando Silva (Esporte), Tarso Genro (Justiça) e Luiz Barretto (Turismo). Pelé, que é considerado um dos trunfos da campanha carioca, recebeu o presidente juntamente com outros membros da delegação, como o nadador Cesar Cielo, a ginasta Daiane dos Santos e as ex-atletas do basquete Hortência e Janeth. Hoje pela manhã, Lula, que já falou com membros do COI para enfatizar “a alegria e a espontaneidade” da candidatura carioca, tem um encontro com o presidente do comitê, Jacques Rogge.

Depois, almoça com a rainha da Dinamarca, Margareth 2ª, e, à noite, participa da abertura do congresso do COI.
O Rio, que compete com Chicago, Madri e Tóquio, é considerado favorito ao lado da cidade norte-americana. A promoção da cidade brasileira está sendo feita de forma ostensiva. Pelé afirmou que o esporte mudou a sua vida e que a realização dos Jogos Olímpicos na capital carioca faria o mesmo com a vida das outras pessoas. “Tudo o que eu consegui em minha vida foi através do esporte”, enfatizou o Rei do Futebol.

Cielo também comparou a sua vida com esse momento, lembrando a conquista da medalha de ouro na prova dos 50 metros nado livre nos Jogos de Pequim, em 2008. “Se um ano mudou completamente a minha vida, eu posso imaginar o que a Olimpíada poderia fazer para toda a América do Sul”, ressaltou.

Enquanto isso, o “lobby” a favor de Chicago está sendo feito pela primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama. Já em Copenhague, ela teve conversas particulares com os responsáveis pela eleição. “Temos muito trabalho a fazer. Não estamos confiando em nada de antemão. Então, vou conversar com alguns eleitores”, afirmou. Ainda ontem, também chegaram o rei e a rainha da Espanha, Juan Carlos 1º e Sofía.

Os custos com a organização e a segurança para o encontro do COI na Casa da Ópera de Copenhague vão girar em torno de US$ 9 milhões (R$ 25,2 milhões). Cerca de 11 mil policiais irão trabalhar no evento.

Madri pede desculpas por críticas ao Rio

Depois do protesto formal feito pela delegação brasileira ao Comitê Olímpico Internacional (COI), a candidatura de Madri pediu desculpas pelas críticas feitas ao Rio pelo vice-presidente do Comitê Olímpico Espanhol, Jose Maria Odriozola, na disputa pela sede da Olimpíada de 2016. Odriozola disse que a cidade brasileira era “a pior candidata” entre as quatro finalistas. O COI proíbe críticas públicas entre as concorrentes, o que provocou a reação imediata da delegação nacional.

A chefe da candidatura de Madri, Mercedes Coghen, se apressou em acabar com a confusão. “Peço desculpas ao Rio pelos comentários. Estamos tentando manter o fair play (jogo limpo) nos últimos três anos”, afirmou. Enquanto isso, Odriozola explicou que as críticas eram uma opinião pessoal, sem qualquer relação oficial com a candidatura de Madri.

O governador do Rio, Sérgio Cabral, e o prefeito da cidade, Eduardo Paes, tentam evitar que a tensão se transforme em troca de acusações, o que poderia custar votos, mesmo porque existiria um acordo de apoio mútuo entre Brasil e Espanha em caso de eliminação precoce de uma das candidaturas.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR