Porto Alegre, domingo, 15 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
27°C
28°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1070 4,1090 0,36%
Turismo/SP 4,0400 4,2900 0,74%
Paralelo/SP 4,0500 4,2800 0,69%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
153413
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
153413
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
153413
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 01/10/2009

Viva o Centro de Porto Alegre

João Antonio Longoni Klee

Em uma reunião promovida pelo Sindicato da Hotelaria e Gastronomia de Porto Alegre tive a oportunidade de conhecer com mais detalhes o projeto Viva o Centro, da prefeitura municipal, que muito nos impressionou positivamente. E é muito tranquilizador para mim, que há 50 anos desenvolvo o meu comércio naquela área, saber que o poder Executivo municipal está atento para a importância do Centro da cidade, que é uma região catalisadora não apenas das coisas que acontecem na própria Capital mas com repercussões na imagem de todo o Estado do Rio Grande do Sul. Depois de um período de desvalorização sentimental que o Centro passou no imaginário dos moradores da cidade, hoje ele começa a ser valorizado novamente, inclusive pelas gerações mais novas. Esse projeto chama a atenção pelo perfeito diagnóstico dos inúmeros problemas que esta área enfrenta e pelas soluções factíveis que apresenta. Cito alguns exemplos: espaço público desorganizado, passeios deteriorados, informação visual desordenada, mobiliário urbano arruinado, áreas desocupadas, mal aproveitadas e malcuidadas e insegurança, bem como o comércio informal ainda descontrolado, apesar do avanço social representado pela criação do Centro Popular de Compras/camelódromo. Todas essas situações poderão ser alteradas bastando para isso o envolvimento da população - principal beneficiada - e de uma gestão integrada da recuperação da área. Uma modelagem que leve em conta parcerias público-privadas, como aquela que está sendo levada a efeito de forma inteligente no chalé da Praça XV, por exemplo, desonerando os cofres públicos e que está mudando o Centro da cidade. E, finalmente, que tenha em vista a importante obra de revitalização do Cais Mauá, uma obra que irá permitir que o rio Guaíba volte a se integrar à área, ajudando-a com a sua beleza, possibilitando o seu resgate após 50 anos de privação. Temos certeza de que  o Projeto Viva o Centro está no caminho certo para tornar o nosso porto ainda mais alegre e a revitalização do Cais Mauá irá fazer parte deste novo e importante momento da cidade que todos amamos.

Comerciante/Padaria e Confeitaria Haiti - longoniklee@cpovo.net

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Acorda, Brasil
A maré da indignação nacional, por força de suas vertentes naturais, rompeu os diques da tolerância popular e se espraiou com a violência de um tufão
O Dia Mundial do Turismo no Rio Grande
Domingo, dia 27 de setembro, será comemorado o "Dia Mundial do Turismo no Rio Grande do Sul"
Dilma: pague a compensação da Lei Kandir
Aprovada em 1996, a lei federal isenta o ICMS de produtos e serviços para exportação
Fusões & Aquisições, oportunidade e risco
Quatro vezes um é igual a um! Essa é ainda a matemática feita pelo investidor estrangeiro em relação ao Brasil