Porto Alegre, sexta-feira, 18 de setembro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
22°C
26°C
15°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 5,5230 5,5250 1,61%
Turismo/SP 4,7300 5,8120 0,44%
Paralelo/SP 4,7400 5,6700 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
156770
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
156770
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
156770
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 01/10/2009

Polos são modelo para o desenvolvimento

Artur Lorentz

Os investimentos em produtos e serviços inovadores no Rio Grande do Sul começam a ser percebidos pelos empresários gaúchos como a maneira mais eficaz de ganhar competitividade. Isso promove o Estado e lhe dá novas perspectivas. Com a assinatura de 12 convênios com universidades, no âmbito do Projeto Estruturante Polo Tecnológico Estadual, desenvolvido pela Secretaria da Ciência e Tecnologia, renova-se a convicção de que precisamos acelerar nossas ações na área de pesquisa e buscar a criatividade como mola propulsora para o avanço tecnológico. Temos hoje 22 Polos Tecnológicos Regionais, fundamentais para o desenvolvimento das diversas regiões de nosso Estado, uma vez que identificam vocações e incentivam a diversificação. Na busca pelo desenvolvimento equilibrado entre regiões, a Lei de Inovação aparece como elemento fundamental para a criação de um ambiente onde são priorizadas ações que promovam suas próprias características de mercado, agregando maior valor à produção, gerando emprego e renda. A diversificação da matriz produtiva e a integração total dos setores público e privado com as universidades regionais têm papel determinante nesse processo. Este é o modelo a ser perseguido, ou seja, de aproximação da academia com o setor privado.

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia, tem buscado um trabalho de articulação com todos os setores, para difundir os conceitos de inovação e tecnologia, bem como acessar recurso para investimentos nessa área. Temos hoje em nosso Estado um volume aproximado de R$ 150 milhões para investimentos em pesquisa e inovação, recursos esses dos governos estadual, federal, Fiergs, Sebrae, Embrapa etc. É necessário um esforço coletivo para que esse recurso seja efetivamente acessado por nossas empresas, principalmente as pequenas empresas, que não têm o conhecimento nem o hábito de investimentos nessa área. Esse é um novo momento; a crise gera oportunidades e precisamos estar atentos. Nossos empreendedores sempre foram aguerridos e, tendo o apoio do governo, das entidades empresariais e das universidades, saberão criar um novo patamar de desenvolvimento.
 
Secretário estadual da Ciência e Tecnologia/RS

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Acorda, Brasil
A maré da indignação nacional, por força de suas vertentes naturais, rompeu os diques da tolerância popular e se espraiou com a violência de um tufão
O Dia Mundial do Turismo no Rio Grande
Domingo, dia 27 de setembro, será comemorado o "Dia Mundial do Turismo no Rio Grande do Sul"
Dilma: pague a compensação da Lei Kandir
Aprovada em 1996, a lei federal isenta o ICMS de produtos e serviços para exportação
Fusões & Aquisições, oportunidade e risco
Quatro vezes um é igual a um! Essa é ainda a matemática feita pelo investidor estrangeiro em relação ao Brasil