Porto Alegre, terça-feira, 18 de junho de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
24°C
12°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,8990 3,9010 0,02%
Turismo/SP 3,8600 4,0600 0,49%
Paralelo/SP 3,8700 4,0700 0,49%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
942000
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
942000
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
942000
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 19/03/2012

Crueldade contra animais, uma covardia racional

Elaine Carrasco

Quanto mais conheço o ser humano, mais me espanta a sua indiferença em relação aos seres vivos. Quanto mais avançamos na tecnologia, parece que mais nos distanciamos da capacidade de humanizar os nossos atos diários. Há dias fui chamada por uma amiga para ajudar no resgate de um cão atropelado. O animal conseguiu se arrastar até uma praça perto do Olímpico e deitou no chão: assustado, com dor, agonizante. O carro que o atropelou seguiu seu trajeto sem titubear, afinal, “era só um vira-lata”. Na cabeça dessas pessoas (in)civilizadas e de mente ignorante, animais certamente não sentem dor, frio, medo, solidão. Ainda que sintam, são irracionais e não podem acusá-los formalmente.

Se não fosse minha amiga – e protetora – estar logo atrás do carro do atropelador, aquele ser teria ficado estendido no chão de uma praça, agonizando, solitário. Enquanto isso, seu algoz foi para casa, deitou a cabeça no travesseiro e dormiu o sono “dos justos”. Na clínica, o cão chegou em choque tamanha dor que lhe foi causada. A vida já não estava sendo fácil para ele. Uma bicheira enorme havia tomado conta do seu ouvido esquerdo. O coração começou a bater fraquinho, as gengivas esbranquiçaram, o ar começou a lhe faltar. Não havia outra escolha, senão a interrupção da dor. Dar uma morte digna – com o menor sofrimento possível – foi a alternativa encontrada. Deitado sobre a mesa da clínica, aquele corpo tomado por pulgas e carrapatos começava aos poucos a encontrar um pouco de paz. O brilho dos olhos foi se perdendo, até que ficaram vagos e as patas gelaram.

Não havia mais o que fazer. Ficamos ali acariciando a sua cabeça para que de alguma forma soubesse que não estava sozinho. Acho que ninguém gosta de enfrentar a morte na mais completa solidão. Nenhum ser merece passar por tamanha indiferença. Saí de lá me perguntando quando foi que fomos rotulados de “racionais”. Onde está a racionalidade de um motorista que atropela um animal e não para a fim de lhe prestar socorro? Certamente são esses “seres racionais”, dotados de um DNA “diferenciado”, aqueles também capazes (por que não?) de atear fogo em mendigos, partindo do mesmo princípio que a dor que lhes atinge não é a mesma que ele sente. Talvez eles se achem superiores, infelizmente, não passam de uma espécie covarde e desprezível.

Jornalista e protetora

COMENTÁRIOS
Thaty Moreira - 19/03/2012 - 08h50
É um absurdo as atitudes que muitos "seres humanos" tem tido em relação á vida do próximo seja ela pessoa ou animal.Onde está o respeito pela vida?Os animais tbm são seres de Deus,tbm merecem respeito,amor e carinho,a dor deles não é diferente da nossa. Não é necessário que todas as pessoas do mundo morram de amores pelos animais,mais é muito importante que respeitem os animais e intendam que o mundo é para todos e que os animais tbm são seres de Deus,eles são anjos que Deus enviou á Terra afim de nos ensinar o verdadeiro sentido do amor,da amizade,da fidelidade.Deixo registrado aqui toda a minha indignação e decepção com a raça humana que ao invés de procurar evoluir tem destruído tudo á sua volta!!


Raquel Stella Marques -
19/03/2012 - 09h12
Irracionalidade do ser humano não está só com os animais, está contra si mesmo. Também sou protetora e a cada caso me espanta mais e mais! Era para sermos a especie que mais zelaria pelas outras, pelo 'tal' privilégio de raciocinar...O que percebemos é completamente o oposto, inclusive pela forma como cuidamos do Planeta que mantém nossa sobrevivência.


CRISTIANE BARDINI -
19/03/2012 - 13h40
Quanto mais eu vejo as atitudes dos seres que se dizem "humanos" mais eu amo os animais!!!!!!!!!


Vivian Belochio -
16/02/2013 - 00h51
Elaine, como sabes, concordo plenamente com vc. Sábias palavras. Falaste por aqueles q ñ sabem expressar a sua inbdignação. Somos seres racionais q aprendem q são um tipo de raça superior. Pobres animais, q nos entendem, porém são considerados inferiores. Pobres pessoas q pensam dessa forma.. É pobreza de espírito..

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Acorda, Brasil
A maré da indignação nacional, por força de suas vertentes naturais, rompeu os diques da tolerância popular e se espraiou com a violência de um tufão
O Dia Mundial do Turismo no Rio Grande
Domingo, dia 27 de setembro, será comemorado o "Dia Mundial do Turismo no Rio Grande do Sul"
Dilma: pague a compensação da Lei Kandir
Aprovada em 1996, a lei federal isenta o ICMS de produtos e serviços para exportação
Fusões & Aquisições, oportunidade e risco
Quatro vezes um é igual a um! Essa é ainda a matemática feita pelo investidor estrangeiro em relação ao Brasil